Carlos Severino

13-04-2017 11:56

"Se não ganhar títulos, Jesus reconhecerá que não tem condições para continuar"

Severino defende que Jesus merece " mais uma oportunidade para o ano" para poder mostrar a sua categoria e valência" e ganhar títulos como fez no Benfica.
Jorge Jesus, treinador do Sporting
Foto: DR

Jorge Jesus, treinador do Sporting

Por Evandro Delgado sapodesporto@sapo.pt

Carlo Severino vai dar mais uma oportunidade a Jorge Jesus. O antigo candidato às eleições do Sporting sublinhou, em entrevista ao SAPO Desporto, que o técnico tem de começar a justificar os cinco milhões de euros que ganha por ano, caso contrário, terá de dar lugar a outro. Severino reconheceu que a época do Sporting foi demasiado má, pelo que já não há margem de manobra.

"A fasquia com Jesus está muito alta, é um treinador muito bem pago, muito acima da média de qualquer treinador português, e quem ganha muito tem de conquistar títulos. Caso contrário, pode ser uma pessoa excelente, ser um ideólogo fantástico, um indivíduo que encanta, mas se não ganhar, isto é do futebol, é da vida, é das empresas, tem de dar lugar a outro. Neste momento como adepto dou mais uma oportunidade ao Jesus. Porque é a última. Se não tiver conquistas, ele próprio reconhecerá que não tem condições para continuar", frisou.

Posto isto, Severino defende que Jesus merece " mais uma oportunidade para o ano" para poder mostrar a sua categoria e valência" e ganhar títulos como fez no Benfica.

"Este ano as coisas correram muito mal: o Sporting foi eliminado das competições europeias prematuramente, foi afastado da Taça de Portugal e Taça da Liga, está a jogar pelo terceiro lugar. Foi um ano horrível para o futebol do Sporting. Mas Jesus é um técnico com categoria, já demonstro que consegue ganhar, mas é preciso perceber que o Sporting entra em todas as competições para vencer, não entra só para o campeonato. Tem de saber gerir a matéria que tem e encontrar esse equilíbrio entre os jovens formados na Academia mais as contratações de jogadores que sejam mais valias, com Bas Dost está a ser", referiu.

O comentador da CMTV deixa algumas sugestões sobre aquilo que deverá ser a política desportiva do clube de Alvalade: apostar na formação e fazer contratações cirúrgicas de dois ou três jogadores que seja mais-valias, como foi o caso de Bas Dost esta época.

"Sporting tem de ter uma política coerente. Não é um ano vamos apostar na formação e no ano seguinte apostamos é na contratação de jogadores maduros que possam ser mais-valias, mas que depois não são. Se a política for coerente, com aposta na formação e mais duas ou três contratações cirúrgicas de jogadores que peguem de estaca no onze, Sporting vai conseguir chegar lá. Mas se fizer a mesma coisa que este ano, que foi comprar jogadores a torto e a direito e depois não aproveitou metade deles, gastou um balúrdio, se repetir esta dose, corre o risco de não ganhar nada", atirou.

Carlos Severino lembrou que o Sporting tem jogadores de muita qualidade, formados na Academia, e que podiam ter sido apostas desde o início, em vez de Elias, Markovic, entre outros, que depois tiveram de sair a meio da época.

"O Sporting tem o Iuri Medeiros que provavelmente teria lugar na equipa, tem o Podence agora, tem o Geraldes, tem grandes jogadores formados que sabem o que é o clube, jogadores de qualidade", lembrou.

Conteúdo publicado por Sportinforma