Rui Vitória

13-04-2017 19:37

"Cânticos dos Super Dragões? Estamos vivos e bem vivos"

Técnico comentou a luta pelo título na recta final do campeonato e a vantagem do FC Porto a nível do número de golos marcados e sofridos.
Rui Vit
Foto: SAPO Desporto

Técnico comentou a luta pelo título na recta final do campeonato e a vantagem do FC Porto a nível do número de golos marcados e sofridos.

Por SAPO Desporto sapodesporto@sapo.pt

O campeonato está a entrar na sua recta final com o Benfica na liderança da prova. Com apenas um ponto de vantagem sobre o FC Porto, o Benfica de Rui Vitória tem apresentado uma quebra de rendimento a nível de golos, em comparação com a época passada, algo que não deixa o técnico dos 'encarnados' preocupado.

Questionado sobre o que teria mudado na equipa para haver uma diferença tão grande em relação à última temporada, Rui Vitória apontou para o facto de Jonas não ter sido tão utilizado devido a lesões.

"Se calhar o Jonas tinha 80 e tal por cento de utilização no ano passado, este ano não chega a 30. Em dez, jogou três. Esta não é a causa, mas...quantas vezes repetimos o onze? Foram pouquíssimas ou nenhumas. Vale o que vale. Estamos na frente, estamos vivos, estamos prontos para o que resta do campeonato. Estamos com menos golos sofridos. A bola tem é que lá entrar. Estou a falar nas eventuais causas e essa é uma delas. Bastava o Jonas estar em mais três, têm dúvidas que teria feito mais uma série de golos importantes e decisivos? Eu não tenho. Prefiro um jogador que marque um golo em cada jogo do que que marque sete num jogo. E esses jogadores são aqueles", disse Rui Vitória.

Ainda sobre a dificuldade de concretização do Benfica esta época, nomeadamente a falta do segundo golo, Rui Vitória garante que o mais importante são os três pontos, mesmo que seja necessário marcar apenas mais um golo do que o adversário.

"Nós temos 34 jogos num campeonato. Até à data perdemos dois. As equipas ganham 26, 27, 28, 29...não quero dar o número, mas alguém imagina que todas as vitórias são 3 ou 4 a zero? Em qualquer equipa ou campeonato? O importante é ganhar. Muitas vezes os campeonatos decidem-se com estes jogos. Ganhámos 1-0. Contra o FC Porto fizemos um grande jogo e não ganhámos. Há jogos ganhos com qualidade coletiva, com qualidade individual, na raça, na bola parada, jogando bem e ganhando. Isso é que faz as grandes equipas e os grandes grupos. Estamos prontos, queremos jogar. Venham os benfiquistas que sintam isto como nós sentimos e vamos enfrentar o Marítimo que nos tem caracterizado e por isso é que estamos à frente", disse Rui Vitória.

A terminar, o técnico do Benfica foi confrontado com a recente polémica em torno dos cânticos dos 'Super Dragões' a desejar uma tragédia aérea ao Benfica, Rui Vitória manifestou total repudio por esse tipo de comportamentos no desporto e na sociedade em geral.

"Nós estamos vivos e bem vivos. Repudio tudo o que sejam coisas desta natureza da nossa sociedade. São coisas que não se devem...nem falo concretamente nesse caso. Não gosto de ver casos como os mil alunos que vieram recambiados de Espanha para Portugal. Quem diz isso diz outras coisas que me aborrecem. O Benfica fez um comunicado muito bem feito em relação a isso. Estamos vivos, que amanhã os 55 mil estejam vivos. Isto está a aproximar-se do fim e temos que estar todos assim", atirou Rui Vitória.

Conteúdo publicado por Sportinforma