V. Setúbal 0-3 Sporting

14-04-2017 22:24

Um passeio à beira-Sado do melhor 'leão' da temporada

'Leões' somam o quinto triunfo consecutivo no Campeonato e Bas Dost volta a assumir a liderança isolada do 'ranking' da Bota de Ouro.
Vitoria de Setubal vs Sporting
Foto: Lusa

Sporting venceu tranquilamente o Vitória de Setúbal

Por Inês Antunes sapodesporto@sapo.pt

Vitória na Taça, derrota na Taça da Liga e... vitória no Campeonato. O Sporting levou a melhor sobre o Vitória de Setúbal, por 3-0, em jogo da 29.ª jornada da Primeira Liga, naquela que foi a terceira visita dos ‘leões’ ao Bonfim na presente temporada. Gelson Martins inaugurou o marcador, William Carvalho dilatou a vantagem e Bas Dost voltou a ser o suspeito do costume na equipa de Jorge Jesus, que soma assim o quinto triunfo consecutivo na Liga, de resto o melhor registo dos ‘leões’ em 2016/2017.

Ainda nem o jogo tinha começado e já muitos aplausos se ouviam no Estádio do Bonfim, isto porque Adrien Silva estava de regresso à titularidade quase dois meses depois, algo que não acontecia desde 18 de fevereiro, quando se lesionou frente ao Rio Ave. O capitão dos ‘leões’ tinha jogado na receção ao Boavista, na última jornada, mas desta vez alinhou mesmo de início ante os sadinos, sentando Bryan Ruiz e fazendo com que Bruno César descaísse para a esquerda.

Destaque ainda para a chamada de Gelson Martins, que falhou o último jogo por lesão, relegando Daniel Podence para o banco. O ‘miúdo’ acabou por ser fundamental para a equipa de Alvalade, ao desfazer o nulo (20’) numa altura em que o Sporting começava a pressionar, depois de uma entrada mais forte da turma de José Couceiro: cruzamento na esquerda de Bruno César, Bruno Varela falha a interceção, com a bola a sobrar para Fábio Cardoso, que, no meio do ‘vai, não vai’, permitiu ao jovem extremo, rapidíssimo, empurrar o esférico para dentro da baliza.

Logo a seguir, Bas Dost falhou o golo por centímetros, com o árbitro João Pinheiro a assinalar uma falta ocorrida anteriormente, de Nuno Pinto sobre Gelson Martins. Muitas dúvidas sobre se o lance teria ocorrido dentro ou fora da área, mas parece estar correta a decisão do árbitro da AF Braga. Uma primeira parte, de resto, muito faltosa. Nesse seguimento, Zeegelaar, aos 31 minutos, fez falta junto à área acabando por ver o quinto cartão amarelo, que o deixa fora do dérbi com o Benfica, na próxima jornada.

Perto do minuto 40, o Vitória de Setúbal esteve muito perto de restabelecer a igualdade, na sequência de um canto cobrado por Nuno Pinto, com Edinho a falhar o desvio ao primeiro poste, apanhando a defensiva 'leonina' desprevenida. No entanto, a bola acabou por sair junto ao poste mais distante.

A segunda parte começou com uma entrada fortíssima do ‘leão’, nomeadamente do seu melhor marcador, Bas Dost, que parecia bastante insatisfeito por ainda não ter feito o gosto ao pé. Foi, no entanto, William Carvalho o autor do 2-0. Canto para o Sporting, nova passividade da defesa sadina, com o ‘número 6’ a saltar mais alto. Ele que também já tinha marcado aos sadinos em Alvalade.

Ao minuto 62, Bas Dost (quem mais?) acabou mesmo por fazer o que melhor sabe, com um desvio certeiro ao segundo poste, a dar seguimento a um grande passe de trivela de Alan Ruiz. O holandês soma agora 28 golos e lidera isolado a corrida à Bota de Ouro.

Com o resultado assegurado, Jorge Jesus aproveitou para mexer na equipa, tirando Gelson Martins, que estava à ‘bica’, Marvin Zeegelaar e Alan Ruiz, e fazendo entrar Bryan Ruiz, Daniel Podence e Ricardo Esgaio. Nesta altura, já o jogo tinha ‘amornado’, bastando aos 'leões' gerir a confortável vantagem até ao apito final. Ao minuto 80, Bryan Ruiz esteve perto do 4-0, mas Frederico Venâncio estava no sítio certo e afastou o perigo.

Conteúdo publicado por Sportinforma