Braga 1-1 FC Porto

16-04-2017 10:05

Análise: Braga e FC Porto dividiram o ovo (amargo) da Páscoa

Os Dragões estiveram a perder desde o minuto seis, empataram aos 61' e levam apenas um ponto para a Invicta, ficando a três do líder Benfica.
SC Braga vs FC Porto
Foto: © 2017 LUSA - Agência de Notícias de Portugal, S.A.

Soares (E) marcou o golo do FC Porto

Por João Agre sapodesporto@sapo.pt

Resumo

O FC Porto e o SC Braga empataram, no passado sábado, a um golo em jogo da 29.ª jornada do campeonato português, disputado na cidade minhota. Pedro Santos fez o primeiro golo aos seis minutos e, no segundo tempo, Soares estabeleceu o empate. Com este resultado, o FC Porto perde terreno na luta com o líder Benfica, estando agora três pontos dos encarnados. O Braga também viu o rival Vitória de Guimarães roubar-lhe o quarto lugar nesta ronda.

Face ao último encontro, Nuno Espírito Santo fez regressar o central espanhol Marcano, que jogou ao lado de Felipe. Boly voltou para o banco de suplentes. De resto, tudo igual à equipa inicial que alinhou no fim de semana passado contra o Belenenses.

Momento-chave

Já em tempo de descontos do primeiro tempo, Oliver intercetou um lance com a mão dentro da área e Hugo Miguel apitou para castigo máximo. Na conversão da grande penalidade, Pedro Santos adivinhou o lado mas enviou a bola ao poste, desperdiçando a oportunidade de colocar os arsenalistas com uma vantagem mais dilatada.

Lances polémicos (ver vídeos)

2’: Felipe derruba Battaglia, que fugia para o contra-ataque, e vai ver o cartão amarelo.

11’: Falta dura de Baiano sobre Brahimi, a originar muitos protestos dos adeptos portistas, que pediam mais que o cartão amarelo.

25’: Cruzamento para a área bracarense, Djavan consegue o corte e a bola fica dividida entre Ricardo Ferreira e Soares, com o avançado a cair no relvado agarrado à perna.

46’+1: Penálti para o Braga! Cruzamento da esquerda para a área, Rui Fonte não consegue cabecear para a baliza, e a bola fica sobra Óliver, que domina a bola com o braço. Veja o vídeo

81’: Confusão entre os jogadores de ambas as equipas, com Maxi a colocar a mão no pescoço de Vukcevic.


Figuras do encontro

Positivo: O trio de meio-campo da equipa minhota esteve muito bem durante todo o encontro, tendo conseguido anular por completo a criatividade dos homens do FC Porto, nomeadamente Oliver Torres e André André.

Negativo: A péssima entrada da equipa portista e a falta de eficácia por parte de Danilo.


Vozes dos protagonistas

Pedro Santos: “A grande penalidade mudava o rumo do jogo, mas tive a infelicidade de falhar. A nossa atitude passa por querer vencer todos os jogos. Queremos sempre estar presente em todos os jogos e estes pedem mais de nós. A equipa encara qualquer jogo para ganhar”.

Espírito Santo: “Fomos capazes de lutar. O SC Braga na segunda parte não existiu. Sabemos que isto ainda não acabou. Quero agradecer aos nossos adeptos que nos fizeram como se estivéssemos no Dragão. Estamos com três pontos de atraso, mas isso é uma derrota do nosso adversário. Hoje estamos tristes, mas amanhã e dia de trabalho”.

Jorge Simão: “Fizemos uma primeira parte brilhante contra um adversário forte. Se a bola em vez do poste tivesse entrado teria sido um jogo diferente. Permitia-nos encarar o resultado de outra forma. É mais um facto de adversidade para esta equipa. Após o intervalo tentámos serenar perante um FC Porto com mais domínio, mas sem grandes situações de jogo. Notou-se um maior desgaste. O Gamboa fez uma excelente exibição, mas faltou-nos algum critério no contra-ataque”.

Soares: “Acho que na verdade fizemos uma má primeira parte, mas no segundo tempo uni-mos e acabamos por ganhar um ponto. Ainda nada acabou e nós não perdemos. Ainda não acabou. Esta é a mensagem. Este jogo terminou e já estamos a pensar no próximo”.


Curiosidades

- O treinador Jorge Simão continua invicto em jogos diante do FC Porto em casa e em quatro equipas distintas;

- Os Dragões só venceram um dos cinco últimos jogos disputados.

Conteúdo publicado por Sportinforma