Primeira liga

18-04-2017 20:32

António Pedro Peixoto diz que Sporting de Braga vai ficar em quarto lugar

A equipa comandada por Jorge Simão caiu para a quinta posição na última jornada depois de empatar em casa com o FC Porto.
Equipa do SC Braga
Foto: © 2017 LUSA - Agência de Notícias de Portugal, S.A.

A equipa comandada por Jorge Simão caiu para a quinta posição na última jornada depois de empatar em casa com o FC Porto.

Por SAPO Desporto c/Lusa sapodesporto@sapo.pt

O candidato à presidência do Sporting de Braga António Pedro Peixoto disse hoje que seria "muito mau" que a equipa ficasse em quinto lugar da I Liga de futebol e revelou já ter desafiado António Salvador para um debate.

"Para o bem do Sporting de Braga é necessário um debate entre os dois candidatos. Já enviámos um e-mail para a candidatura de António Salvador a propor isso mesmo, estamos totalmente disponíveis. António Salvador nem há uma semana apresentou a sua lista, ainda vai a atempo, mas espero que esteja disponível para um debate porque é bom para todos e sobretudo para o clube", frisou à margem de uma visita ao ABC/UMinho.

A equipa comandada por Jorge Simão caiu para a quinta posição na última jornada depois de empatar em casa com o FC Porto (1-1), tendo sido ultrapassado pelo rival de Guimarães, mas António Pedro Peixoto disse acreditar que o Sporting de Braga "vai ficar em quarto lugar".

"O Sporting de Braga tem equipa para isso, [mas] é óbvio que eu e todos em Braga queremos mais, já não me contento com o quarto lugar. Não está a ser uma época fantástica e ficar em quinto seria mesmo muito mau, mas isso nem me passa pela cabeça", disse.

António Pedro Peixoto realçou a "elevação" da apresentação da candidatura de Salvador, mas notou que a equipa é igual à anterior e o programa "mais do mesmo".

Afirmou ainda ter ficado "surpreendido" pela inclusão do antigo dirigente do Sporting de Braga e do ABC Artur Monteiro, que nas últimas eleições apoiou o então adversário de António Salvador.

"O professor Artur Monteiro esteve na lista opositora há quatro anos, ele e outros que incluem a atual lista, [mas] não me parece que tenha mudado muita coisa", notou.

Recusou trunfos de última hora porque a sua lista "não é populista" e sobre o nome do diretor desportivo, cargo que tenciona criar se ganhar as eleições, disse que será apresentado "a seu tempo".

"O perfil está mais do que definido, mas por estratégia, opção e contingências do mercado de futebol não pode ser apresentado já, mas mais do que a pessoa é o perfil que interessa: tem que ser uma pessoa que sinta o símbolo, que saiba o que é o Sporting de Braga e que perceba o que é o futebol. O diretor desportivo é essencial num clube e nós não o temos", disse.

O candidato falava à margem de uma visita ao ABC, iniciativa que situou na sua vontade de aproximar o clube à cidade e disse ser "incompreensível que não haja uma ligação mais forte" entre os dois clubes bracarenses.

"Queremos criar uma identidade entre o clube e a cidade. O ABC, que com pouco faz muito, abriu-nos as portas e, quando esta lista vencer, vamos dizer-lhes que estamos aqui para os ajudar a vencer", disse.

Conteúdo publicado por Sportinforma