The Future of Football

26-04-2017 17:55

Jesus e o golo sofrido aos 92´no Bernabéu: "Uma facada tão grande..."

JJ lembrou que desta vez foram os merengues a experimentarem o que os sportinguistas sentiram no dia 14 de setembro de 2016.
Jorge Jesus, treinador do Sporting
Foto: DR

Jorge Jesus, treinador do Sporting

Por SAPO Desporto sapodesporto@sapo.pt

Jorge Jesus comentou o golo da vitória culé marcado por Messi no passado domingo frente ao Real Madrid. Durante o congresso 'The Future of Football' que decorre no Auditório Artur Agostino, em Alvalade, o treinador dos ´leões` lembrou-se do golo sofrido pelo Sporting nos descontos no Santiago Bernabéu, na primeira jornada da Champions.

"Esse jogo foi uma facada tão grande... O Real Madrid e os adeptos têm um cântico. Quando sofremos o golo, aos 92 minutos, gritaram 'Aqui, em Madrid, é assim!'. Quiseram transportar ao adversário, neste caso o Sporting, que marcar golos em tempo de compensação é normal", comentou o técnico, lembrando que desta vez foram os merengues a experimentarem o que os sportinguistas sentiram no dia 14 de setembro de 2016.

"Ora, na semana passada... foi ao contrário, sofreram eles o golo aos 92 minutos" disse Jesus, que aproveitou para fazer a sua análise tática a jogada que acabou com o segundo golo de Messi.

"Aquela jogada tem a ver com o Marcelo, que para mim é o melhor lateral do Mundo - não em todas as valências, mas ofensivamente é. Foi o protagonista porque deveria ter feito a falta tática e não fez. Estava longe da baliza, o Real estava a jogar com dez - não sei se o Marcelo já tinha amarelo. Mas era a última jogada do desafio. Pode ter sido o lance que vai decidir o campeonato. Mas tem a ver com crescimento. Nós treinadores, e também os jogadores, para aprender temos de ajustar. É mais um lance em que devem ajustar-se", explicou.

Luís Figo, que também estava no painel de comentadores, fez a sua análise da jogada, mas sem apontar dedo a ninguém.

"Nessa altura, o jogador pensa que pode conseguir um resultado positivo depois de ter conseguido empatar, ainda para mais com menos um jogador. Mas são circunstâncias que de certeza não voltarão a suceder. Acho que todo o ambiente, para lá dos valores que tem o Real Madrid, de lutar pela vitória até ao final, fez com que esse erro fosse cometido. Mas é uma situação pontual, cada jogo é diferente. E o jogador, se fosse agora, de certeza que atuaria de forma diferente", disse o antigo jogador de Barcelona e Real Madrid.

Conteúdo publicado por Sportinforma