The Future of Football

26-04-2017 18:40

Paulo Bento separou futebol de andebol mas Jesus juntou-os: "É o futuro"

O treinador do Sporting explicou também o que é, para si, um modelo de jogo. Para Paulo, Bento, andebol e
Jorge Jesus, treinador do Sporting
Foto: Lusa

Jorge Jesus, treinador do Sporting

Por SAPO Desporto sapodesporto@sapo.pt

Jorge Jesus deu uma palestra no III Congresso ´The Future of Football`, que decorre no Auditório Artur Agostinho, em Alvalade. O técnico do Sporting apresentou as suas ideias sobre o que acha que vai ser o futuro do futebol.

"Os jogadores sabem que a evolução do futebol vai passar pelo que se vê nas outras modalidades coletivas. O futebol vai evoluir para que o treinador tenha mais do que um sistema, vai mudar várias vezes esse sistema. Os jogadores vão ter que ter uma cultura tática muito maior, e o seu formador é o treinador", disse Jesus, que deu o exemplo de duas modalidades de pavilhão.

"O futuro do futebol vai ser como no andebol, no basquetebol, todas essas modalidades são desportos em que os treinadores mudam completamente as suas táticas, as suas estratégias. Não sei quando vai ser, mas o futuro do futebol vai ser isto, não tenho dúvidas nenhumas. Já o faço", acrescentou.

Jorge Jesus afirmou, depois, que no futuro os jogadores terão de ser mais inteligentes a nível tático.

"Um jogador bom não é aquele que vê uma linha de passe e utiliza-a, um jogador bom é aquele que recebe a bola e vê imediatamente três linhas de passes, fazendo a bola girar na melhor opção. É isso que o futebol do futuro vai exigir", explicou.

O treinador do Sporting explicou também o que é, para si, um modelo de jogo.

"Quando vinha ao futebol com o meu pai, ouvia: esta equipa não tem fio de jogo. O que é isso? É o modelo de jogo, no qual se estabelecem compromissos, comportamentos, a tal identidade da equipa. O modelo de jogo é para dar o fio de jogo e a identidade à equipa. Não é uma ciência exata, daí o criador. Há cinco momentos, só havia quatro e eu disse que havia cinco e o quinto é a bola parada", disse Jesus, explicando depois o que são para si as "ideias essências de uma equipa", trabalhadas pelo treinador, com ajuda sua equipa técnica.

"Sistema, modelo de jogo e modelo de jogador». «Estes três princípios são fundamentais para um treinador ter influência na equipa. Vocês estão fartos de ouvir dizer que o sistema são números, números de telefone ou seja o que for. É mentira. Quem não perceber o que é um sistema nunca vai ser treinador. É toda uma ideia que um treinador tem que ter. Ele é o criador", frisou Jesus, lançando um repto a outros técnicos.

"Influenciamos o treino e que outros treinadores, se gostarem das nossas ideias, caminhem connosco."

*Artigo atualizado

Conteúdo publicado por Sportinforma