Entrevista SAPO Desporto

27-04-2017 07:12

Pedro Gomes: "O Sporting se vencer o SC Braga vai chegar ao segundo lugar"

Antigo treinador do Sporting considera que a equipa de Nuno Espírito Santo está desanimada com a série de empates e que os 'leões' de Jorge Jesus vão conseguir a entrada direta na 'Champions'.
Pedro Gomes_comentador desporto
Foto: Desporto

Ex-jogador do Sporting frisa o peso dos empates consecutivos do FC Porto para as contas do título.

Por Eduardo Santiago sapodesporto@sapo.pt

A luta pelo título de campeão está ao rubro, e quando faltam apenas quatro jornadas, Benfica e FC Porto entram para a recta final da prova separados por três pontos. Depois de uma primeira volta com cinco empates e uma derrota (contra o Sporting), e que colocou o FC Porto a seis pontos da liderança, a equipa de Nuno Espírito Santo conseguiu reduzir as distâncias para o primeiro lugar para ficar um ponto do Benfica antes do 'clássico' da Luz.

No entanto, a equipa de Nuno Espírito Santo não aproveitou os deslizes do Benfica na recta final e falhou em momentos decisivos, em que poderia ter assumido a liderança do campeonato. O empate do FC Porto em casa com o Vitória de Setúbal a 1-1 depois de o Benfica empatar em Paços de Ferreira na véspera do 'clássico' na Luz, e o empate em Braga a 1-1 na véspera do 'dérbi' de Alvalade foram alguns dos momentos em que a equipa de Nuno Espírito Santo perdeu oportunidades flagrantes para destronar a liderança do Benfica.

Em entrevista ao SAPO Desporto, Manuel Pedro Gomes analisou o que falta para jogar dos três grandes e prevê algumas alterações no topo da tabela classificativa, nomeadamente no segundo lugar.

"Acho que o Sporting tem possibilidades de apanhar o FC Porto. Isto porque o Sporting vem de uma sequência de 10 jogos sem perder e o FC Porto está numa fase de desânimo e de descrença, porque ao perder pontos com o Feirense e de ver o Benfica fugir um pouco mais quando podia ter encurtado a distância para um ponto apenas não é muito positivo em termos de motivação, e o que falta de campeonato para o FC Porto também não é muito agradável. Tem três saídas muito complicadas e um jogo em casa. Vai a Chaves vai ao Marítimo, vai ao Moreirense e recebe o Paços de Ferreira", começou por analisar o antigo jogador e treinador do Sporting.

"O FC Porto tem três jogos fora, todos eles difíceis, e mesmo o jogo em casa é um pouco complicado, embora o Sporting também tenha de se deslocar a Braga, receber o Belenenses, visitar o Feirense e terminar em casa com o Desportivo de Chaves. No entanto, acredito que o Sporting se vencer o SC Braga estou convencido que vai chegar ao segundo lugar", acrescentou o antigo técnico do Marítimo.

Questionado sobre a justiça da atual liderança do Benfica no campeonato, Manuel Pedro Gomes considera que a qualidade de jogo do Benfica está muito distante à apresentada na época passada, mas que o campeonato é uma prova de regularidade, e que é por isso a formação de Rui Vitória está na frente há tantas jornadas.

"Benfica é um justo líder? Eu acho que o Benfica está na liderança porque tem ganho mais jogos, tem um somatório de pontos superior aos concorrentes, mas acho que o Benfica não tem um bom colectivo. O futebol do Benfica é feito pelas individualidades, tem no seu grupo de trabalho jogadores muito rápidos, muito exímios, muito rompedores, que individualmente vão abrindo caminhos para os colegas criarem situações de pré-finalização e de finalização. Mas o colectivo não me parece de facto muito agradável e está muito longe do ano passado. Mas acho que o Benfica vai ser campeão, isso não tenho dúvidas", atirou o antigo internacional português.

À 30ª jornada, o FC Porto tem a melhor defesa e o melhor ataque da Liga, mas com nove empates e uma derrota está em segundo lugar, a três pontos do Benfica. O FC Porto já perdeu 21 pontos esta época, sendo que em seis jogos não conseguiu ir à além de um empate a 0-0.

"O FC Porto teve nove empates. O Sporting perdeu três campeonatos consecutivos, este já vai para o quarto, com empates com equipas pequenas, tanto fora como em casa. E o FC Porto com esses empates todos segue o mesmo caminho. O que se põe aqui, é que os treinadores dos clubes grandes ainda não tenham encontrado a solução para ultrapassar as equipas muito defensivas. Por isso as equipas jogam sobre a defesa, aproveitam o contra-ataque e quando marcam praticamente já não perdem o jogo. Portanto, falta aqui uma estratégia, falta velocidade, movimentação, mudanças de ritmo que não existem", frisou o antigo defesa leonino sobre o peso dos empates consecutivos do FC Porto nas contas para o título.

Conteúdo publicado por Sportinforma