Morte de Adepto

27-04-2017 14:31

Suspeito de atropelamento na Luz entregou-se

SIC avança que está encontrado o homem que matou um adepto do Sporting e da Fiorentina junto ao Estádio da Luz.
PGR abre inqu

Atropelamento aconteceu junto ao Estádio da Luz

Por SAPO Desporto sapodesporto@sapo.pt

O suspeito de ter atropelado mortalmente um homem junto ao Estádio da Luz entregou-se à polícia esta quinta-feira. De acordo com a SIC, o homem entregou-se pouco depois da hora de almoço numa altura em que a investigação do caso já tinha encontrado o carro que tinha sido utilizado.

O suspeito, um homem de 30 anos que é membro da claque ligada ao Benfica dos No Name Boys, entregou-se voluntariamente acompanhado pelo seu advogado às autoridades. Segundo a SIC, as autoridades já estavam à espera de uma entrega voluntária por parte do suspeito.

Seis dias após ter atropelado um adepto do Sporting e da Fiorentina, o suspeito pode ser presente ainda hoje frente a um juiz para saber que medidas de coação podem ser colocadas em prática. No entanto, o homem de 30 anos pode até sair em liberdade caso o Ministério Público considere que não há motivos para duvidar que o suspeito se apresente amanhã perante um juiz de livre vontade.

Em cima da mesa estarão duas possíveis acusações. Para além de homicídio, o homem deverá também ser acusado do crime de omissão de auxílio, uma vez que Marco Ficcini ficou no chão depois de ter sido atropelado e foi abandonado. Com efeito, neste caso, mais do que uma pessoa será acusada de omissão de auxilio.

A investigação sobre quem atropelou Marco Ficcini, adepto do Sporting e da Fiorentina junto ao reduto das ‘águias’ estava a decorrer e as provas começavam a acumular-se. Para além da viatura que já tinha sido encontrada ontem, o Benfica tinha cedido as imagens do evento às forças da autoridade.

A viatura que foi utilizada não era do suspeito de ter atropelado a vitima, mas sim da sua companheira. O veiculo está integrado na investigação e na posse das forças da autoridade

Na terça-feira, a Polícia Judiciária recuperou o automóvel que terá sido utilizado no atropelamento mortal, segundo fonte policial.

O veículo, que foi encontrado na Amadora, foi rebocado para as instalações da Polícia Judiciária, em Lisboa, para ser sujeito a perícias.

A Procuradoria-Geral da República (PGR) já anunciou a abertura de um inquérito que corre termos no Departamento de Investigação e Ação Penal (DIAP) de Lisboa.

Recorde-se de que o caso aconteceu na véspera do dérbi entre Benfica e Sporting no Estádio de Alvalade. Na madrugada antes do jogo entre as duas equipas, junto ao reduto dos ‘encarnados’, adeptos de ambos os clubes estiveram envolvidos em confrontos físicos às três da manhã. A rixa dos adeptos culminou com o atropelamento do homem italiano.

Na sequência da morte do adepto, tanto Benfica como Sporting manifestaram-se com solidariedade face à morte de um ser humano. A Fiorentina, clube italiano que Marco Ficcini apoiava, também deixou algumas palavras a manifestar condolência após a morte do adepto. No encontro entre Benfica e Sporting, o clube leonino depositou uma coroa de flores em homenagem ao adepto, mas, nas redes sociais, surgiram imagens de que a coroa acabou no lixo.

Notícia atualizada às 14:42

Conteúdo publicado por Sportinforma