Benfica 2-1 Estoril

29-04-2017 20:03

Jonas mantém Benfica na 'linha' do 'tetra'

Dois golos do avançado brasileiro garantiram um triunfo difícil frente ao Estoril-Praia.
Jonas

Dois golos do avançado brasileiro garantiram um triunfo difícil frente ao Estoril-Praia.

Por Eduardo Santiago sapodesporto@sapo.pt

O Benfica venceu este sábado o Estoril-Praia por 2-1 em jogo a contar para a 31ª jornada do campeonato nacional e garantiu a vantagem na liderança. Jonas abriu o marcador na primeira parte, mas Kléber gelou a Luz no arranque do segundo tempo. Na reação, Jonas fez um 'golaço' e restabeleceu a vantagem, que esteve em perigo até ao apito final

No regresso ao Estádio da Luz após o empate em Alvalade com o Sporting a 1-1, Rui Vitória voltou a poder contar com Jonas no onze inicial do Benfica. O Estoril-Praia apresentou-se no reduto do líder do campeonato com a integração de Mattheus no meio-campo e perante uma plateia com perto de 60 mil pessoas deu o pontapé de saída para o jogo da 31ª jornada.

Apesar do ambiente de festa na Luz, a equipa de Pedro Emanuel apresentou-se sem complexos por jogar frente ao atual líder do campeonato e nos instantes iniciais dificultou ao máximo as ações ofensivas do conjunto de Rui Vitória.

O Benfica não conseguia criar lances de perigo junto à baliza de Moreira e o meio-campo da Estoril-Praia conseguia manter uma linha de segurança para travar os ataques pelas alas de Cervi e Salvio. Nélson Semedo procurou sempre acompanhar a equipa nas movimentações ofensivas, mas faltava discernimento no último passe. Pizzi e Fejsa tentavam empurrar a equipa para o ataque, mas Jonas e Mitroglou não conseguiam encontrar o espaço necessário.

Aos 28 minutos, Nélson Semedo foi travado em falta por Licá e Hugo Miguel não teve dúvidas em assinalar uma grande penalidade. Chamado à marca dos onze metros, Jonas não acusou a pressão de um estádio cheio e perante Moreira atirou para o fundo da baliza para o 1-0.

Antes do intervalo, Salvio surgiu sozinho frente a Moreira após passe de Nélson Semedo no lado direito, mas o remate do argentino foi para fora. No regresso aos balneários, o resultado justificava-se pelo ligeiro domínio da equipa da Luz.

No segundo tempo, as equipas regressaram dos balneários sem alterações, e logo no arranque da etapa complementar assistiu-se a uma autêntica transfiguração do Estoril-Praia. A formação comandada por Pedro Emanuel subiu no terreno e criou uma série de situações muito complicadas para a a equipa do Benfica. Ederson viu duas bolas a bater nos ferros e ainda teve de executar uma grande defesa após um pontapé de canto.

Nas bancadas parecia adivinhar-se o golo dos visitantes, e aos 59 minutos, Kléber gelou a Luz com um remate rasteiro por debaixo das pernas de Ederson. O avançado braisileiro foi desmarcado a passe de Aílton, e na cara do guarda-redes do Benfica não perdoou e fez o 1-1.

Com o empate na Luz a 1-1, os adeptos exigiram mais da equipa do Benfica e os assobios deram lugar aos aplausos. Rui Vitória tirou então Salvio para lançar no jogo Carrillo e praticamente na sequência da entrada do extremo peruano, Jonas fez o 2-1 com um grande remate de fora da grande área sem hipóteses de defesa para Moreira.

O golo do avançado brasileiro do Benfica aliviou alguma tensão após o empate do Estoril-Praia e afastou momentaneamente o 'fantasma' de 2013.

No entanto, as entradas em jogo de Raúl Jiménez e Felipe Augusto não trouxeram mais tranquilidade. O avançado mexicano desperdiçou uma soberana ocasião de golos aos 77 minutos e com a vantagem de apenas um golo alimentou a motivação do Estoril-Praia em restabelecer o empate.

Nos últimos instantes de jogo, as bancadas da Luz sustiveram a respiração por diversas ocasiões, mas o perigo acabou por não ser concretizado.

Com este resultado, o Benfica manteve o primeiro lugar com 75 pontos, enquanto que o Estoril-Praia soma 31 pontos e está em 14º lugar.

Conteúdo publicado por Sportinforma