APAF

04-05-2017 10:56

"Vídeoárbitro? Grande ajuda mas não vai ser a salvação do futebol português"

Luciano Gonçalves apoia a medida da Federação Portuguesa de Futebol mas deixa um alerta.
Luciano Gonçalves
Foto: DR

Luciano Gonçalves é o presidente da Associação Portuguesa de Árbitros de Futebol

Por SAPO Desporto sapodesporto@sapo.pt

É uma grande medida mas não é o elixir milagroso para o mal do futebol. Quem o diz é Luciano Gonçalves, presidente da Associação Portuguesa de Árbitros de Futebol (APAF), que acredita que pode ajudar a arbitragem mas não vai resolver tudo.

Em declarações feitas ao jornal Record, o dirigente afirma que esta medida poderá "reduzir o ruído" à volta da arbitragem , mas não será a "cura para todos os males".

"Toda a gente deve estar feliz com esta medida da federação [...] Mas atenção: é preciso ter em conta que isto não vai eliminar o erro a 100 por cento. É uma grande ajuda, mas não vai ser a salvação para o futebol português", referiu.

Desta forma, Luciano Gonçalves pediu "bom-senso" para que se possam aproveitar as vantagens das novas tecnologias e não "acabar com o projeto à nascença".

"O mais importante, mais uma vez, é que todos mudem a mentalidade, que atualmente é de permanente responsabilizar os árbitros pelo insucesso das respetivas equipas", afirmou à publicação.

Recorde-se que a imprensa nacional avançou esta quinta-feira que a tecnologia do vídeo-árbitro vai ser aplicada em todos os jogos da próxima temporada da Iª Liga. A medida vai ser aplicada e financiada pela Federação Portuguesa de Futebol.

Conteúdo publicado por Sportinforma