Daniel Ramos

04-05-2017 14:35

"Se pontuarmos frente ao FC Porto, o título ficará quase destinado"

Daniel Ramos pretende pontuar frente ao FC Porto para manter sexto lugar.
Daniel Ramos, treinador do Marítimo
Foto: DR

Daniel Ramos, treinador do Marítimo

Por SAPO Desporto c/Lusa sapodesporto@sapo.pt

O treinador do Marítimo, Daniel Ramos, afirmou hoje que a ambição da equipa passa por pontuar na receção de sábado ao FC Porto, da 32.ª jornada da I Liga de futebol, para segurar o sexto lugar.

"Estamos próximos de fazer algo histórico, de classificarmos a equipa em sexto lugar, que nos dá a possibilidade de participar na Liga Europa.

Isso dá-nos uma grande ambição de querer continuar a somar pontos para esse objetivo e estamos bem posicionados para que isso aconteça", começou por dizer na conferência de imprensa de antevisão ao jogo com os ‘dragões’.

Com olhos apenas focados nessa meta, a luta do FC Porto com o Benfica pelo título foi desvalorizada pelo técnico, embora um resultado positivo para o Marítimo no sábado possa influenciar o desfecho final sobre quem será campeão.

"Se conseguirmos pontuar, o título ficará quase destinado, mas isso não é preocupação para nós. O adversário, que todos sabemos que é de grande valia e que tem também a legítima ambição de querer vencer para poder continuar a lutar pelo título", admitiu.

Daniel Ramos destacou o fator casa para que os ‘verde rubros’ possam ‘roubar’ pontos e a verdade é que o Marítimo ainda não perdeu nos Barreiros para o campeonato desde que assumiu o comando da equipa.

A juntar a esse facto, esta época, no Funchal, os insulares já venceram o Benfica (2-1), naquele que foi o primeiro desaire dos ‘encarnados’ na Liga e empataram diante do Sporting (2-2).

"Tem sido decisivo no nosso processo. Temos sido extremamente competentes em casa e isso dá-nos um indicador de que podemos ter um bom resultado. As exibições da equipa e a recuperação têm levado a que exista essa crença", salientou.

O FC Porto não vence nos Barreiros desde a época 2011/2012, um "dado estatístico curioso" para Daniel Ramos, que considera não influenciar a estratégia ‘azul e branca’.

Daniel Ramos comentou ainda a ausência de Danilo, que não torna a tarefa do Marítimo "mais facilitada", devido à qualidade existente no plantel portista.

"Ninguém gosta de perder as suas referências e eu também já lamentei durante esta época. Também do lado do FC Porto, existe esse lamento porque queremos ter sempre os bons jogadores e o Danilo é um jogador de classe mundial, mas o Rúben Neves desempenhou de igual qualidade a possibilidade que teve", referiu.

O Marítimo, sexto classificado, com 47 pontos, recebe o FC Porto, segundo, com 72, no sábado, pelas 20:30.

Conteúdo publicado por Sportinforma