Bruno de Carvalho

05-05-2017 09:25

"Pessoas cheias de cartilhas uniram os sportinguistas à minha volta"

Presidente dos 'leões' discursou no 10.º aniversário do Núcleo Sportinguista da Ilha de Santa Maria, Açores.
Bruno de Carvalho
Foto: Manuel de Almeida/Lusa

Bruno de Carvalho

Por SAPO Desporto sapodesporto@sapo.pt

Bruno de Carvalho marcou presença no 10º aniversário do Núcleo Sportinguista da Ilha de Santa Maria, Açores, onde voltou a reforçar o espírito de união entre os sportinguistas e o desejo de voltar aos títulos.

"Temos de culminar o trabalho árduo feito durante quatro anos. Todos queremos ver materializado o que é relevante: sermos campeões", começou por dizer o presidente dos 'leões'.
"A glória também vai depender do meu trabalho enquanto presidente e sabemos que a responsabilidade cresceu bastante. Para representar o Sporting é preciso uma cultura de exigência, uma cultura de campeão", ressalvou.
O dirigente 'leonino' enviou ainda um recado a Luís Filipe Vieira, presidente do Benfica. "Durante seis anos fui demagogo, populista, incendiário, mitómano, Vale e Azevedo. Tenho de dizer àquele que está sempre a encher a boca com ‘o’ Azevedo que tenho muita honra do nome – é que essa pessoa saiu debaixo de uma pedra, e o almirante Pinheiro de Azevedo foi primeiro-ministro de Portugal", afirmou.
A questão das cartilhas também não ficou de fora do discurso de Bruno de Carvalho: "A campanha resultou em quase 90% das últimas eleições. Agradeço: é a primeira vez, na história do clube, que um conjunto de pessoas malformadas, manipuladoras, cheias de cartilhas uniram os sportinguistas à minha volta."

Conteúdo publicado por Sportinforma