Primeira Liga

06-05-2017 14:51

Domingos: "Sporting? Um bom resultado é não perder"

Técnico do Belenenses fez a antevisão do jogo com o Sporting, em jogo a contar para a 32ª jornada da 1ª Liga.
Domingos Paciência
Foto: MIGUEL A. LOPES/LUSA

Domingos Paciência acredita que Bas Dost é um jogador que tem muita confiança

Por SAPO Desporto c/ Lusa sapodesporto@sapo.pt

O treinador do Belenenses afirmou hoje que um bom resultado diante do Sporting "é não perder" e revelou que os ‘azuis' vão ter algumas precauções com o holandês Bas Dost, na partida de domingo I Liga de futebol.

"Um bom resultado é não perder, mas sabemos que cada jogo tem uma história para ser contada. Até podemos chegar ao final do jogo e reclamar outro resultado. Sabemos que temos essas sete derrotas e espero que isso mude o mais rápido possível", afirmou Domingos Paciência, em conferência de imprensa.

O técnico, que fazia a antevisão do encontro da 32.ª jornada, marcado para domingo, no Estádio de Alvalade, referiu que os ‘azuis' se vão apresentar limitados no dérbi lisboeta, devido às ausências de Yebda, castigado, Domingos Duarte, cedido pelos ‘leões', e Diogo Viana, lesionado.

“Estamos com algumas dificuldades para ter o ‘onze’ mais forte. O Sporting também tem algumas baixas por castigo e por lesão. No nosso caso, posso prometer uma equipa com capacidade de trabalho e organização, no sentido de procurar o melhor resultado", disse.

Domingos salientou ainda o momento que o avançado sportinguista Bas Dost atravessa e que o tem mantido na corrida pela Bota de Ouro, mas assegurou que não vai "colocar um jogador apenas a fazer marcação" ao melhor marcador do campeonato.

"Neste momento, o Bas Dost é um jogador com muita confiança, com facilidade em fazer golos e teremos de ter essas precauções em zonas onde ele realmente é muito forte. Mas, eu quero jogar com 11, portanto não vou colocar um jogador apenas a fazer marcação ao Bas Dost", vincou.

De resto, o técnico foi perentório na análise ao ponta-de-lança ‘leonino': "O Bas Dost não é um jogador de desequilíbrios. É um jogador que, acima de tudo, acaba por ser o último homem de um trabalho de equipa. Aí, ele é eficaz e o Sporting trabalha muito bem isso”.

“É uma equipa que procura o Gelson, que neste caso não vai jogar, mas que tem outros jogadores que servem muito bem, com bons cruzamentos para a zona onde o Bas Dost realmente é forte. Nós temos de nos organizar de forma a que as zonas em que ele é forte possam estar protegidas”, prosseguiu.

O treinador dos ‘azuis', que orientou o Sporting em 2011/12, prepara-se para regressar a Alvalade e destacou a forma como sempre foi bem tratado pelos adeptos ‘verde e brancos', apesar de ter saído do cargo antes do final da época.

"Foram adeptos que me trataram muito bem e é um clube que me recebeu muito bem. No pouco tempo que lá estive, deu para sentir que as pessoas gostaram do que fiz e da qualidade de jogo da equipa. Há amigos que estão lá e é bom revê-los. Hoje em dia, no mundo do futebol, há poucas amizades, mas eu ainda mantenho algumas", concluiu.

O Belenenses, 13.º classificado, com 32 pontos, defronta o Sporting, terceiro, com 67, no domingo, a partir das 11:45, no Estádio de Alvalade, em Lisboa, num encontro que será dirigido pelo árbitro Bruno Paixão, de Setúbal.

Conteúdo publicado por Sportinforma