Nacional da Madeira

07-05-2017 17:30

Rui Alves promete regresso à I Liga

Presidente do Nacional, "triste" com a despromoção, promete "regresso à I Liga".
Rui Alves é candidato à presidência da Liga de Clubes
Foto: ESTELA SILVA

Presidente do Nacional, "triste" com a despromoção, promete "regresso à I Liga".

Por SAPO Desporto c/Lusa sapodesporto@sapo.pt

O presidente do Nacional, Rui Alves, mostrou-se hoje "muito triste", pela despromoção da equipa à II Liga, prometendo, no entanto, que tudo irá fazer para que o regresso ao principal escalão do futebol português, "aconteça o mais rapidamente possível".

Ao sítio do clube, na internet, o líder da equipa madeirense diz que já estava preparado para este desfecho, depois de uma sequência negativa de resultados, sobretudo frente aos principais concorrentes.

"Sinto-me triste, mas de algum modo estava preparado, pelo que vinha acontecendo, que fazia prever este desfecho, sobretudo depois dos resultados negativos frente aos nossos adversários diretos", destacou.

Para Rui Alves, encarar este facto, após 15 anos na Liga, "é muito difícil de digerir”, mas diz “encará-lo com responsabilidade, na esperança de poder reconstruir um Nacional que seja capaz de regressar, o mais rapidamente possível, à I Liga, sem olharmos para trás, mas percebendo as dificuldades que encerram esse cenário, relativamente à parte financeira".

"Quando uma situação destas acontece, temos que olhar para o início da época, porque é lá que se encontram as razões do insucesso. Foi com o plantel que construímos, que marcou, de forma indelével, todos os acontecimentos da época. Depois, houve uma sequência daquilo que estava mal, e há aqui também uma subsequência no plano psicoemocional associada, que determina e vinca ainda mais essa situação", explicou.

Mostrando ter forças para prosseguir com esta nova etapa, agora na II Liga, Alves tem a certeza de que o trabalho que se segue, visa "pensar e construir o futuro, para minimizar os erros cometidos, que acabam por custar muito caro".

"Tenho a responsabilidade de encontrar forças, porque nestas situações, o mais fácil é abandonar o barco, mas sinto a força e a necessidade de andar com tudo isto para a frente. Isto motiva-me muito, tendo em conta a luta que se avizinha, por isso vamos começar já a trabalhar para a próxima época, sabendo que há ainda coisas para resolver, no quadro do plantel e das inerentes responsabilidades", acrescentou o presidente nacionalista.

Para o futuro, Rui Alves garante ter "um plano de ação, quer para os jogadores que acabam o contrato, quer para os outros que têm contrato, num mercado extremamente competitivo"

“Com escassos recursos financeiros para os desafios que teremos pela frente, vamos tentar fazer com que o Nacional regresse o mais rapidamente possível à I Liga", concluiu.

Conteúdo publicado por Sportinforma