Primeira Liga

10-05-2017 11:17

FC Porto ataca árbitro do Rio Ave-Benfica e Jonas

Diretor de comunicação do FC Porto considera que o jogo em Vila do Conde "sintetiza bem o que tem sido o campeonato".
Marcelo (D) disputa a bola bom Cervi (E)
Foto: JOSE COELHO/LUSA

Benfica venceu no terreno do Rio Ave por 1-0

Por SAPO Desporto sapodesporto@sapo.pt

O diretor de comunicação do FC Porto, Francisco J. Marques, acusou o árbitro do Rio Ave-Benfica, João Pinheiro, de ter beneficiado os 'encarnados' no jogo de Vila do Conde, reclamando um penálti sobre Rafa Soares e a expulsão de Cervi.

"O jogo de Vila do Conde sintetiza bem o que tem sido o campeonato. Vá-se lá saber porquê mas a arbitragem toma partido e tem influência direta no desfecho dos jogos. O lance do penálti nem é o mais evidente. A falta do Cervi, que já tinha cartão amarelo, passar em claro ao árbitro e ao assistente não se percebe. É o regime de exceção de que gozam os jogadores do Benfica", afirmou Francisco J. Marques, no Porto Canal.

"O Benfica foi claramente beneficiado, é difícil encontrar jornadas limpas, em 32 jornadas podemos encontrar uma ou outra, mas este jogo sintetiza o que é a Liga Salazar, um campeonato adulterado. Não tenho nada contra o senhor João Pinheiro, mas espero que sofra consequências nas avaliações da nota no final da época. É dramático. O resultado estava 0-0", disse.

Francisco J. Marques apontou ainda o dedo a Jonas. "Jonas é useiro e vezeiro. Mandou um jogador do Marítimo tomar naquela parte e foi contra o treinador Nuno Espírito Santo no clássico, sem que nada acontecesse. Há sempre um pormenor em que o Benfica sai beneficiado", referiu.

Conteúdo publicado por Sportinforma