Benfica

12-05-2017 19:06

Paulo Madeira: "Quando há vitórias e títulos, é mais fácil os jogadores afirmarem-se"

Antigo defesa do Benfica fez o balanço da época dos 'encarnados', quando a conquista do tetracampeonato está muito próxima.
Paulo Madeira voltou a vestir a camisola do Benfica em 2010 num jogo de solidariedade.
Foto: FRANCISCO LEONG / AFP

Paulo Madeira voltou a vestir a camisola do Benfica em 2010 num jogo de solidariedade

Por Diogo Marcelo sapodesporto@sapo.pt

Paulo Madeira refere que os últimos anos do Benfica têm contribuído para a afirmação dos jogadores. Em entrevista exclusiva ao SAPO Desporto, o antigo defesa revelou que esta situação se deve também à manutenção da estrutura 'encarnada'.

"Quando há vitórias, conquistas e títulos, é muito mais fácil os jogadores afirmarem-se. Quando isso não acontece, há sempre uma saída e entrada de jogadores com mais frequência. Eu sou apologista de, como se tem visto no Benfica, não se alterar muito em termos de estrutura do onze. Sai um ou sai outro mas a estrutura mantém-se quase sempre a mesma. Isto é sinal que as coisas correm bem e as probabilidades de correrem bem são muito maiores do que, ano após ano, estar a fazer alterações de jogadores e de plantel. É por aí que os clubes têm alguma dificuldade em conseguirem um plantel homogéneo e saudável", revelou o ex-jogador, que faz um balanço positivo da época do Benfica.

"O balanço é positivo. Quando numa temporada, em duas competições o Benfica está a um passo de as poder conquistar, acho que a temporada é positiva. O Benfica vai estar na final do Jamor e no próximo sábado pode ser campeão nacional mesmo antes do último jogo. Obviamente foi uma temporada difícil, são todas mas esta, sobretudo, foi difícil, porque a maior parte dos jogadores fizeram muito jogos e vão acabar esta temporada muito desgastados. No entanto, é sempre compensatório porque poderão terminar em beleza. É óbvio que ainda nos falta uma vitória para conseguir alcançar esse título mas as coisas estão bem encaminhadas. Com seis pontos em disputa ter cinco de vantagem é uma grande vantagem. Estamos a falar de uma grande margem para o que o Benfica possa ser campeão neste próximo sábado", analisa Paulo Madeira, que acredita que uma possível conquista do título se deve a mérito do Benfica mas também a demérito do FC Porto.

"Eu acho que temos de equacionar as duas questões. O Benfica tem todo o mérito mas, obviamente, o FC Porto teve aqui períodos em que podia ter conseguido chegar mais perto do Benfica e quiçá até poder passá-lo mas o facto é que não o conseguiu. O FC Porto, em determinadas alturas, onde podia chegar muito perto do Benfica não conseguiu, não foi capaz. E obviamente há esse demérito por parte do FC Porto", confirma.

Paulo Madeira acredita que a conquista de um possível tetracampeonato se deve não só a Rui Vitória e à equipa mas também à estrutura.

"Se vier a acontecer a vitória, o que se pode dizer de um treinador que vem para o Benfica e, em dois anos, conquista dois títulos consecutivos? Só podes dizer coisas boas. Mas como já disse, muitas vezes os treinadores, os jogadores e as próprias direções, só em sintonia todas é que chegam a este objetivo. O objetivo ainda não está alcançado, está muito perto. Mas só quando todas as estruturas trabalham no mesmo sentido é que muitas vezes os resultados aparecem. Obviamente que o trabalho de Rui Vitória e o trabalho desta direção liderada por Luís Filipe Vieira é um trabalho bastante positivo", explicou, referindo que este ciclo positivo do Benfica se deve à consistência do clube

"Hoje em dia, o ciclo do Benfica é positivo. Quando há títulos, quando há vitórias, os ciclos são sempre positivos. No passado, o ciclo era do FC Porto, que em todas as competições e em todos os aspetos ganhava muitas vezes e hoje temos o Benfica. Espero que seja por alguns anos, porque neste momento as equipas e as estruturas também se medem pela sua consistência. O Benfica é um clube cada vez mais consistente, que cresce dia após dia, em termos de sócios, em termos de adeptos, em termos de infraestruturas, como a Academia. Isso quer dizer que o clube está numa fase crescente e, quando isso acontece, normalmente, depois os títulos são mais fáceis de alcançar", afirmou, que saluta também a chegada do vídeoárbitro.

"Acredito que [o videoárbitro] irá ajudar em determinadas alturas os árbitros. Já aconteceu muitas vezes estarmos a ver na televisão um determinado lance e analisarmos cinco ou seis vezes e mesmo depois dessas observações ainda termos algumas dúvidas. Isso, eventualmente, poderá passar. Acredito que os árbitros não vão errar mais ou menos por haver videoárbitro. Mas acredito que será uma mais-valia para os árbitros e que será uma ferramenta para que, em determinadas alturas, possam analisar melhor um determinado lance que não corra tão bem", analisou.

Paulo Madeira fez parte do plantel do Benfica durante dez temporadas, participando em 224 partidas e marcando sete golos. Conquistou uma Liga Portuguesa, uma Supertaça e uma Taça de Portugal.

Conteúdo publicado por Sportinforma