Benfica

15-05-2017 14:05

Tetracampeão saltou para a liderança à 5ª jornada e de lá não saiu mais

Equipa de Rui Vitória teve registo semelhante nas duas voltas do campeonato quando falta um jogo para terminar a prova.
Benfica Lisbon vs Vitoria Guimaraes

Equipa de Rui Vitória teve registo semelhante nas duas voltas do campeonato quando falta um jogo para terminar a prova.

Por SAPO Desporto sapodesporto@sapo.pt

O percurso do Benfica até à consagração do tetracampeonato conheceu vários percalços numa caminhada que teve a melhor série em sete vitórias consecutivas entre a 3ª e a 9ª jornada num ciclo em que alcançou a liderança à 5ª jornada beneficiando da derrota do Sporting em Vila do Conde por 3-1 e vencendo o SC Braga por 3-1.

À 10ª jornada, o FC Porto recebia o Benfica com a possibilidade de encurtar a vantagem do líder em caso de triunfo, mas um empate a 1-1 permitiu à equipa de Rui Vitória sair do Estádio do Dragão com o primeiro lugar isolado.

Na jornada seguinte, o Benfica venceu o Moreirense na Luz por 3-0, mas na deslocação à Madeira, na véspera de defrontar o Sporting na Luz, o Benfica acabou por sofrer a primeira derrota da temporada diante do Marítimo por 2-1.

No entanto, à derrota na Madeira para a 12ª jornada, seguiram-se os triunfos sobre Sporting, Estoril-Praia, Rio Ave e Vitória de Guimarães, para no último jogo da primeira voltar a perder pontos com um empate caseiro diante do Boavista a 3-3. Ou seja, no final da primeira volta, o saldo de pontos perdidos foi de 9 pontos após três empates e uma derrota.

Na segunda volta, o Benfica arrancou com uma vitória por 4-0 sobre o Tondela, mas à imagem do que aconteceu na primeira volta, aquipa de Rui Vitória voltaria a perder pontos diante do Vitória de Setúbal com a segunda derrota do campeonato a ocorrer no Estádio do Bonfim por 1-0.

Seguiu-se então uma série de seis vitórias consecutivas entre a 20ª e 25ª jornada com destaque para os triunfos pela margem mínima em Braga e em Santa Maria da Feira.

Com o campeonato a entrar numa fase crítica, os dois empates consecutivos diante de Paços de Ferreira e de FC Porto colocavam a liderança dos 'encarnados' em risco com o aproximar do dérbi em Alvalade. No entanto, os triunfos diante de Moreirense, por 1-0, e sobre o Marítimo, por 3-0, e o empate do FC Porto em Braga permitiu uma vantagem confortável dos líderes na deslocação à casa do Sporting.

À 30ª jornada, o Benfica saiu de Alvalade com um empate a 1-1 e o FC Porto não foi além de um empate caseiro com o Feirense a 0-0. Com esta conjugação de resultados, a formação comandada por Rui Vitória manteve a liderança isolada com mais três pontos do que o FC Porto.

Ao contrário de outros anos, o Benfica não acusou a pressão de ter apenas de três pontos de vantagem sobre o FC Porto e nos três jogos seguintes acabou por garantir o tão ambicionado quarto título consecutivo, beneficiando de mais um tropeção dos diretos perseguidores. Com o empate do FC Porto na Madeira e o triunfo tangencial em Vila do Conde da formação 'encarnada', o Benfica ficava a dois empates ou a uma vitória do título quando faltavam dois jogos apenas. Na penúltima jornada, o Benfica goleou o Vitória de Guimarães por 5-0 e acabou definitivamente com a esperança do FC Porto de alcançar o título. Nas contas até à confirmação do título, a formação de Rui Vitória somou um total de 25 vitórias, 6 empate e duas derrotas, quando ainda falta disputar um jogo no Bessa. Curiosamente, o Benfica na segunda volta perdeu o mesmo número de pontos do que na primeira com um total de três empates e uma derrota. Caso vença o Boavista no Bessa, o tetracampeão fecha o campeonato com um total de 84 pontos.

Conteúdo publicado por Sportinforma