Pedro Proença

18-05-2017 16:34

"Reatamento de relações entre FC Porto e Sporting? Fica mais fácil o trabalho na Liga"

O presidente da Liga relembrou que defende um modelo de integração de todos os clubes na Liga.
Pedro Proença, presidente da Liga de Clubes
Foto: DR

Pedro Proença, presidente da Liga de Clubes

Por André Delgado sapodesporto@sapo.pt

Pedro Proenca congratulou-se com o reatamento de relações entre Sporting e FC Porto. O presidente da Liga considera que o diálogo entre todos os clubes facilita o trabalho da Liga.

"Aquilo que se pretende é que as 35 sociedades desportivas que compõem a Liga consigam manter um discurso racional. O modelo de governação na Liga obriga a que oito clubes que compõem a direção trabalhem em conjunto para o futebol profissional. Quer o Benfica, FC Porto e Sporting, quer outros clubes. É uma realidade que não existia há dois anos. É um trabalho que tem dado frutos. A Liga vem de um processo que atingiu 5 ME de passivo. As contas, os novos regulamentos, são fruto de um trabalho continuado que as cinco sociedades desportivas têm desenvolvido", disse Pedro Proença, à margem da apresentação do Projeto 'Goal' sobre as ´Carreiras Duais no Desporto e no Futebol Português`, que teve lugar esta quinta-feira no pavilhão de Odivelas.

O presidente da Liga relembrou que defende um modelo de integração de todos os clubes na Liga.

"[Retoma das relações entre FC Porto e Sporting?] Fica mais fácil com a retoma de todos os clubes. Vamos discutir medidas e alterações nos processos disciplinares. Vamos ter penalizações mais elevadas em algumas infrações, num reconhecimento claro que há alterações que têm que ser feitas", declarou.

Pedro Proença: "Liga Salazar? Os resultados falam por si".

Depois de o FC Porto ter apelidado esta edição da Liga de 'Liga Salazar', Pedro Proenço, presidente do organismo, não respondeu diretamente às críticas mas sublinhou que os resultados desta direção da Liga "falam por si".

Ao invês de responder às críticas, o dirigente fez um autoelogio ao trabalho desta direção que tudo tem feito para equilibrar as contas da Liga, com a angariação de três patrocinadores para as três competições tuteladas pelo organismo.

"Esta Liga tem trabalhado de uma forma muito intensa, trazer para nós todos os patrocinadores é um trabalho que nos custado muito. Sabemos que há um trabalho que tem que ser feito. Hoje temos três competicoes, com três patrocinadores. Sabemos que há trabalho que tem que ser feito e vai a ser feito", começou por afirmar.

Pedro Proença relembrou que as receitas dos direitos televisos passarem de 70 ME para 200 ME.

"Nome de Liga Salazar desprestigia a Liga? Os resultados falam por si. Vamos conseguir tapar as contas e fazer a sustentabilidade. Os direitos televisivos passaram de 70 milhões para 200 milhões de euros. (...) O caminho faz-se com todos e para todos", acrescentou.

Conteúdo publicado por Sportinforma