César Peixoto

21-05-2017 11:13

"Não há ninguém melhor que Jesus para conduzir Sporting aos títulos"

Antigo jogador de FC Porto e Benfica fez a análise aos três grandes, no campeonato que agora encerra.
César Peixoto
Foto: ANTONIO COTRIM / LUSA

César Peixoto representou o Benfica durante duas épocas

Por SAPO Desporto sapodesporto@sapo.pt

Passou pelo FC Porto e Benfica e continua atento ao que se passa no futebol português. César Peixoto analisou o percurso dos três 'grandes' agora que o campeonato nacional chega ao fim.

Numa entrevista cedida ao jornal Record, o antigo lateral falou do Sporting, referindo que "tem um treinador com muita qualidade", um dos melhores do "mercado".

"Não vejo no mercado ninguém com mais capacidade que Jorge Jesus para conduzir o clube aos títulos", refere o jogador, que coincidiu com o técnico no Benfica, em 2009/2010 e 2010/2011.

Quanto ao Benfica, que conquistou recentemente o tetracampeonato, Peixoto afirma que Rui Vitória não teve vida fácil mas conseguiu ser "inteligente", aproveitando o trabalho que estava feito e colocando o seu cunho pessoal.

"Parece-me um excelente gestor de homens, aguentou muito bem a crítica. Há uma união entre o clube e o treinador fantástica e que é para durar. Mérito também para Luís Filipe Vieira que contruiu uma estrutura fantástica", afirmou o lateral.

Quando questionado sobre o FC Porto, César Peixoto afirmou que o clube portista perdeu o "ADN vencedor" mas não acredita que Nuno Espírito Santo saia do comando técnico dos 'dragões'.

"Lopetegui fez uma época pior que a do Nuno e continuou", explicou o jogador.

César Peixoto foi formado no Vitória de Guimarães e passou pelo Clube Caçadores das Taipas e pelo Belenenses antes de rumar ao FC Porto, em 2002/2003. Realizou 54 partidas ao serviço dos 'dragões' e marcou dez golos. Foi emprestado ao Vitória de Guimarães e ao Espanhol de Barcelona antes de ser vendido ao SC Braga, em 2007/2008.

Realizou duas épocas ao serviço do clube bracarense, participando em 61 partidas e marcando sete golos antes de rumar ao Benfica, onde também esteve duas épocas, realizando 65 partidas e marcando um golo.

Durante a sua carreira, venceu uma Liga dos Campeões, uma Liga Europa, uma Taça Intertorto, quatro Ligas Portuguesas, duas Taças de Portugal, duas Taças da Liga e uma Supertaça.

Conteúdo publicado por Sportinforma