Primeira Liga

22-05-2017 11:51

O 'tetra' da 'águia', Minho e Madeira na Europa e a queda de um mito. Eis a Liga 2016/2017

Benfica sagrou-se tetracampeão, Braga é o único a repetir presença na Liga Europa e Arouca desce depois de chegar às competições europeias na época passada.
Vitoria Guimaraes Arouca
Foto: Octávio Passos

Vitória de Guimarães vai à Liga Europa e à final da Taça de Portugal. Arouca desceu com 32 pontos

Por Diogo Marcelo sapodesporto@sapo.pt

A Liga 2016/2017 terminou e muita coisa mudou relativamente à época passada. É altura de fazer balanços sobre o que mudou na principal divisão do futebol português.

Benfica novamente campeão. FC Porto e Sporting trocam de lugar

O Benfica sagrou-se campeão nacional, tal como na época passada. Esta temporada fez 82 pontos, contra 88 conseguidos na época passada.

Se em 2015/2016 terminou a época com 29 vitórias, um empate e quatro derrotas, esta temporada termina com 25 vitórias, sete empates e duas derrotas.

Os 'encarnados' também marcaram mais golos no campeonato 2015/2016, com 88 tentos apontados, contra 72 desta época. No entanto, a defesa da Luz foi mais forte este ano, com apenas 18 golos sofridos contra os 22 da época passada.

O Benfica garantiu também a presença na fase de grupos da Liga dos Campeões da próxima época.

O FC Porto, por outro lado, conseguiu ficar em segundo lugar esta época, contra o terceiro conquistado na época passada. No entanto, fez apenas mais três pontos do que aqueles que conseguiu em 2015/2016.

Os 'dragões' terminam a temporada com 76 pontos, contra os 73 conquistados em 2015/2016. Conta com 22 vitórias, dez empates e duas derrotas. Na época passada, terminou com 23 vitórias, quatro empates e sete derrotas.

Em termos de golos marcados, termina esta época com 71 golos marcados, contra 67 apontados na temporada anterior. Mas, tal como o Benfica, a defesa foi mais segura. Os 'azuis e brancos' terminam a época com 19 golos sofridos, contra 30 golos que sofreram na época 2015/2016.

O FC Porto garantiu também a presença na fase de grupos da Liga dos Campeões da próxima época.

A maior queda dos três 'grandes' acabou por ser a do Sporting. Depois de competir taco a taco com o Benfica na época anterior, os 'leões' ficaram fora das contas do título muito cedo.

O clube de Alvalade terminou a época na terceira posição, com 70 pontos, muito longe dos 86 pontos conquistados na temporada passada. Em 34 partidas, conseguiu 21 vitórias, sete empates e seis derrotas. Na época 2015/2016, acabou no segundo lugar, com 27 vitórias, cinco empates e duas derrotas.

Em termos de golos marcados e sofridos, também 2015/2016 sorriu mais ao 'leão'. Se esta temporada acaba com 68 golos marcados e 36 sofridos, na época passada terminou com 79 golos marcados e apenas 21 sofridos.

Com esta classificação, o Sporting vai participar no 'play-off' da Liga dos Campeões.

Minho e Madeira voam para a Liga Europa

Depois da Liga dos Campeões, a Liga Europa. Tal como na temporada transata, serão três os representantes portugueses a competir por um lugar na Liga Europa.

No entanto, o SC Braga é o único representante da época anterior que se mantém com hipótese de participar na fase de grupos da Liga Europa. Se no ano passado, Rio Ave e Arouca conseguiram acabar em lugares europeus, este ano será a vez de Vitória de Guimarães e de Rio Ave.

O Vitória de Guimarães terminou o campeonato na quarta posição e qualificou-se para a final da Taça de Portugal. De uma maneira ou de outra, o clube vimaranense vai jogar a fase de grupos da Liga Europa pois, mesmo que não vença a prova rainha do futebol português, a quarta posição alcançada garante-lhe o acesso direto à fase de grupos, devido à qualificação do Benfica para a Liga dos Campeões.

O clube minhoto terminou esta época com 62 pontos, contabilizando 18 vitórias, oito empates e oito derrotas. Na temporada 2015/2016, a equipa de Pedro Martins terminou na 10ª posição, com 40 pontos, resultantes de nove vitórias, treze empates e doze derrotas.

O SC Braga terminou esta época no quinto lugar, o que lhe garante o acesso à terceira pré-eliminatória da Liga Europa. O clube bracarense terminou a temporada com 54 pontos, resultantes de 15 vitórias, nove empates e dez derrotas. Na época passada, terminou em quarto lugar, com 58 pontos, resultantes de 16 vitórias, dez empates e oito derrotas.

O Marítimo garantiu a última vaga para a Liga Europa, devido à qualificação do Benfica e Vitória de Guimarães para a final da Taça de Portugal. A equipa de Daniel Ramos terminou na sexta posição do campeonato, com 50 pontos, resultantes de 13 vitórias, onze empates e dez derrotas. Na época passada, terminou na 13ª posição, com 35 pontos, resultantes de dez vitórias, cinco empates e 19 derrotas.

Arouca parte da Europa para a descida. Nacional também desceu

Na luta pela manutenção, Arouca e Nacional da Madeira acabaram por perder essa batalha particular e desceram de divisão, substituindo União da Madeira e Académica, que também desceram na época passada.

O Nacional da Madeira foi o último classificado. Terminou com 21 pontos, resultantes de quatro vitórias, nove empates e 21 derrotas. Recorde-se que, na época passada, o clube insular terminou na 11ª posição, com 40 pontos, derivados de dez vitórias, oito empates e 16 derrotas.

No ano passado, a Académica de Coimbra terminou o campeonato com 25 pontos, mais quatro que o Nacional da Madeira conseguiu amealhar esta temporada.

O segundo clube a descer foi mesmo o Arouca. Apesar de ter atingido a Liga Europa na época passada e de ter atingido 32 pontos esta temporada (dizia-se que um clube que atingia os 30 pontos não descia de divisão teoricamente), a derrota com o Estoril na última jornada acabou por atirar a equipa de Aveiro para o segundo escalão do futebol português.

O Arouca terminou na 17ª posição, com 32 pontos, resultantes de nove vitórias, cinco empates e 20 derrotas. Na época passada ficou em quinto lugar, com 54 pontos, resultantes de 13 vitórias, 15 empates e seis derrotas.

Recorde-se que, o União da Madeira, que ficou em 17º lugar em 2015/2016, terminou o campeonato com 29 pontos.

Conteúdo publicado por Sportinforma