Nacional da Madeira

23-05-2017 12:12

César arrasa Rui Alves: "É uma cobardia apontar um culpado"

Presidente do Nacional acusou César de ser o 'pior central' que conheceu na I Liga e o brasileiro respondeu ao dirigente insular.
César disputa uma bola com Bruno Gomes do Estoril-Praia
Foto: José Sena Goulão

César disputa uma bola com Bruno Gomes do Estoril-Praia

Por SAPO Desporto sapodesporto@sapo.pt

O defesa central brasileiro emprestado pelo Benfica ao Nacional da Madeira já reagiu às recentes declarações de Rui Alves, e não poupou nas críticas ao presidente do emblema madeirense, que chegou a apelidar César de 'o pior central' que já tinha visto na I Liga.

Em declarações ao jornal Diário de Notícias, César considerou ser um acto de cobardia apontar um culpado pela descida de divisão do Nacional da Madeira, e recordou que sempre trabalhou empenhado para ajudar o emblema insular a garantir a manutenção.

"O senhor Rui Alves foi bastante infeliz nas palavras direcionadas a mim. Entendo que ele esteja chateado pelo triste resultado final. Porém, quero deixar claro que nunca faltou empenho da minha parte para defender a camisola do Nacional. Esta época, por exemplo, cheguei a jogar de ponta de lança e fiz um golo. Sempre fui muito dedicado em todos os clubes por onde passei. Não tenho nada contra os diretores do Nacional, muito menos contra o Rui Alves. Fui ao clube para despedir-me dos funcionários, encontrei-me com eles e ninguém falou nada, não houve nenhum problema", começou por dizer César em declarações ao DN.

"É um desfecho lamentável para um grupo que não parou de empenhar-se em nenhum momento para evitar o rebaixamento do Nacional. Acho que é uma cobardia apontar um culpado no que aconteceu. É uma cobardia com o clube, com os adeptos, com o profissional, com o pai, com o ser humano", acrescentou o defesa central brasileiro que na última época jogou no Nacional da Madeira por empréstimo do Benfica.

Conteúdo publicado por Sportinforma