Jaime Magalhães

23-05-2017 16:55

"Espero que, se for Marco Silva, tenha mais sorte do que o Nuno"

Antigo médio do FC Porto considera que os 'dragões' devem fazer boas contratações para garantir a conquista do título na próxima época.
Jaime Magalh
Foto: Guilherme Venâncio / LUSA

Jaime Magalhães espera que o próximo treinador do FC Porto tenha melhor sorte que Nuno Espírito Santo

Por Diogo Marcelo sapodesporto@sapo.pt

A saída de Nuno Espírito Santo já era esperada. Pelo menos é essa a ideia de Jaime Magalhães, antigo médio do FC Porto, que falou em exclusivo para o SAPO Desporto.

"Normalmente quando as coisas correm mal, em geral, é sempre o treinador que paga e neste caso teria que sair o Nuno. E foi isso que aconteceu. Entretanto, parece que já temos novo treinador, vamos ver se realmente este treinador vai fazer melhor que o Nuno. E também vamos ver se vamos ter um leque de jogadores melhor para que o treinador tenha um leque de opções mais larga", revela Jaime Magalhães, que acredita que seja Marco Silva o sucessor de Nuno Espírito Santo.

"Eu acho que já se falou no Marco Silva, parece que é ponto assente que vem para o Porto. É um treinador jovem, que tem feito bons trabalhos. Ultimamente não fez porque pegou numa equipa que já estava muito abaixo da tabela. Mas tem feito um bom trabalho por todos os clubes que tem passado. Espero que, se for Marco Silva, tenha mais sorte do que o Nuno", afiança o ex-jogador, que acredita que não só o espírito "à Porto" seja suficiente para convencer os jogadores.

"Às vezes isso não chega. Ter espírito à Porto com jogadores mexicanos e brasileiros, às vezes, não chega. Se fosse há uns anos atrás com jogadores portugueses era diferente, mas agora não. Agora têm de ser mais profissionais e fazer com que as coisas corram bem e, neste caso, corram mais um pouco, para que, com a qualidade que normalmente temos em casa e fora, possamos vencer os nossos adversários", reitera Jaime Magalhães, que culpa todos os elementos do FC Porto pelo falhanço da época.

"Todos são culpados. Mas claro que, normalmente, atiram as culpas para o treinador. Mas são todos culpados, desde o presidente, aos diretores, a toda a gente que faz parte do FC Porto que, quando perde perdem todos. E quando se ganha, ganham todos. Essa foi sempre a lei naquela casa", confirma o jogador.

Quando questionado sobre as causas que têm levado a este período de 'seca' do FC Porto, Jaime Magalhães acredita que as contratações falhadas acabaram por ter peso.

"A contratação de novos jogadores não é assim tão fácil. Ultimamente, o FC Porto tem feito contratos com alguns jogadores que parece que são bons e depois dentro do campo as coisas não são como parecem. As contratações não têm sido boas opções e, por isso, o FC Porto tem tido maus resultados. Para o ano esperamos que venham alguns jogadores de qualidade para dar mais consistência à equipa", explicou, afirmando que gostava de ter mais jogadores portugueses no plantel portista.

"Acho que, infelizmente, em todas as equipas há mais estrangeiros que portugueses. Mesmo ao nível da Europa e por aí fora. Não irá ser fácil mas se conseguíssemos colocar 5/6/7 jogadores portugueses numa equipa portuguesa isso será óptimo. E no caso do FC Porto, se tiver gente nova, gente que venha da equipa B, dos juniores, que venha fazer o FC Porto mais forte, isso é sempre bem-vindo. Espero que isso aconteça para o ano e que venham jogadores de qualidade para fazer um plantel mais forte do que teve este ano".

Quanto à próxima época, O antigo jogador dos 'dragões' espera que o novo treinador consiga orientar a equipa rumo ao título.

"Para já, será um novo desafio. Orientar uma equipa como o FC Porto não é fácil. Tudo começa logo no princípio do campeonato, com uma estrutura sólida, com jogadores que queiram ganhar coisas, que corram e que façam com que o adversário corra mais que eles para ganhar o jogo será fundamental. Espero que a equipa esteja sempre atenta em cada jogo e fazer com que cada jogo seja uma final para que alcancemos o campeonato, que é algo que todos os portistas querem."

Jaime Magalhães representou o FC Porto entre 1980 e 1995. Participou em 410 partidas e marcou 45 golos ao serviço dos 'dragões'.

Durante toda a sua carreira, venceu uma Taça Intercontinental, uma Liga dos Campeões e uma Supertaça Europeia, para além de sete Ligas Portuguesas, quatro Taças de Portugal e sete Supertaças.

Conteúdo publicado por Sportinforma