Madeira Rodrigues

23-05-2017 12:38

"Bruno de Carvalho e Jorge Jesus parecem duas crianças a brincar com o nosso Sporting"

Ex-candidato à presidência do Sporting criticou atual direção do clube.
Sporting Lisbon vs FC Porto
Foto: Lusa

Ex-candidato à presidência do Sporting criticou atual direção do clube.

Por SAPO Desporto sapodesporto@sapo.pt

O antigo candidato à presidência do Sporting, Pedro Madeira Rodrigues, voltou a criticar a liderança do atual presidente do clube de Alvalade, e frisou que esta época foi uma 'grande desilusão'.

Em entrevista ao jornal A Bola, o único candidato que concorreu contra Bruno de Carvalho nas últimas eleições para a presidência do Sporting fez duras críticas a Jorge Jesus e a toda a 'estrutura' montada pelo atual líder leonino.

"É uma grande desilusão. Ao contrário do que Jesus disse, porque nas últimas 15 épocas nunca o Sporting havia gasto tanto dinheiro em reforços, mais as expectativas criadas, este ano foi uma grande desilusão. Nem sequer garantiu a entrada direta na Champions e isso era fundamental", começou por dizer Pedro Madeira Rodrigues sobre Jorge Jesus.

"É uma pena não ter lançado mais jovens da formação, a não ser o Gelson, mas esse, tendo em conta a sua qualidade, seria aposta com qualquer treinador. Foi um ano fraco em termos de valorização de jogadores", acrescentou Madeira Rodrigues.

Já sobre Bruno de Carvalho, o antigo candidato à presidência leonina não poupou nas críticas.

"Detesto dizer que tenho razão, mas tudo o que lhe disse, olhos nos olhos, parece que ainda piorou… a começar logo pela noite das eleições. Têm sido umas atrás das outras. Graças a Deus não vai escrever mais no Facebook, a não ser que o assessor o faça por ele, mas aquele último post… Arrasou as modalidades, e aí tiro o chapéu a Vicente Moura, que provou ter espinha, e ainda teve a ousadia de dizer mal dos adeptos, como se ele fosse o adepto modelo. O que é que ele quer? Que se insulte as equipas quando perdem? Quando o Sporting perde, esconde-se; quando o Sporting ganha, é o primeiro a aparecer", atirou Pedro Madeira Rodrigues.

Mas o antigo candidato à presidência do Sporting não se ficou por aí e criticou também o tipo de relação entre Jorge Jesus e Bruno de Carvalho no Sporting.

"Parecem duas crianças a brincar com o nosso Sporting. Agora estou mais envolvido, sei o que se passa. Estão a esticar a corda e isso não ajuda a um Sporting estável. O que se vê é um presidente que não quer o treinador e um treinador que não quer o clube. E nós temos de nos conformar. São discursos absolutamente patéticos e inadmissíveis", atacou Madeira Rodrigues.

Também a alteração da data da gala do Sporting para 30 de junho em vez de dia 1 de julho, mereceu um comentário crítico de Pedro Madeira Rodrigues, que apontou para as possíveis motivações do presidente para a alteração do dia.

"Isto é ele, que pensa que está acima de tudo. E com 80 e tal por cento ainda mais deslumbrado ficou. Para os sportinguistas o aniversário é dia 1 e eu, com alguns amigos, festejaremos essa data. Mas como vai casar, muda tudo, e isso mostra a sua hierarquia de prioridades. A única coisa boa esta época foram, mais uma vez, os adeptos, com um apoio incansável às suas equipas. Isso foi o mais positivo esta temporada", frisou.

A terminar, Pedro Madeira Rodrigues mostrou-se 'muito preocupado' com o Sporting e com o rumo que a equipa está a tomar para a próxima época: "Já chegaram três jogadores. Será mais uma revolução? É inaceitável! Apostem nos jovens, eles são o presente e o futuro do Sporting".

Conteúdo publicado por Sportinforma