Benfica

07-06-2017 18:19

Alegado esquema de corrupção vai ser investigado pelo Ministério Público

Ministério Público abre inquérito à troca de e-mails entre Pedro Guerra e ex-árbitro.
Estádio da Luz recebe uma águia renovada
Foto: Facebook Benfica

Ministério Público abre inquérito à troca de e-mails entre Pedro Guerra e ex-árbitro.

Por SAPO Desporto sapodesporto@sapo.pt

O Ministério Público recebeu uma denúncia anónima sobre um alegado esquema de corrupção de árbitros para favorecer o Benfica e vai reencaminhar o processo para o DIAP de Lisboa para que seja instaurado um inquérito.

Segundo avança a edição online do semanário Expresso, o Ministério Público confirmou ter recebido uma denúncia anónima relativa ao caso já denunciado por Francisco J. Marques, diretor de comunicação do FC Porto, na passada terça-feira, no Porto Canal, e assumiu que o processo já foi encaminhado para o DIAP de Lisboa, com vista à instauração de um inquérito.

Recorde-se que Francisco J. Marques acusou o Benfica de montar um "esquema de corrupção de árbitros para favorecer" o emblema da Luz, e divulgou informações contidas numa alegada troca de e-mails entre Pedro Guerra, diretor da Benfica TV, e Adão Mendes, ex-árbitro, na época 2013/14.

O dirigente do FC Porto acusou ainda o presidente do Benfica, Luís Filipe Vieira, de ser o 'arquitecto' no alegado esquema de corrupção, e que o líder dos 'encarnados' seria tratado na correspondência como 'primeiro-ministro'. Já os árbitros seriam designados pelo código de 'padres'.

O Benfica reagiu entretanto às acusações do diretor de comunicação do FC Porto e para além de desmentir o conteúdo das mesmas, anunciou que vai processar Francisco J. Marques por difamação.

Conteúdo publicado por Sportinforma