Sporting

12-06-2017 22:48

Spalvis: "Preciso que me prometam minutos"

Depois de uma época a recuperar de uma lesão no joelho, Spalvis quer jogar na próxima época no Sporting, ou noutro clube.
Lukas Spalvis
Foto: JOSÉ CRUZ / SPORTING CP

Depois de uma época a recuperar de uma lesão no joelho, Spalvis quer jogar na próxima época no Sporting, ou noutro clube.

Por SAPO Desporto sapodesporto@sapo.pt

O avançado do Sporting, Lukas Spalvis, está a recuperar a sua condição física na Lituânia depois de uma época afastado das opções de Jorge Jesus devido uma uma grave lesão no joelho, e em declarações ao jornal O JOGO admitiu a vontade de jogar 'mais minutos' na próxima época.

Depois de uma época de estreia complicada em Alvalade devido a uma grave lesão no joelho, Lukas Spalvis encara agora o seu futuro com mais optimismo, apesar de duas possibilidades de empréstimo 'anuladas' que o impediram de somar qualquer minuto.

Em declarações ao referido jornal desportivo, o avançado de 22 anos frisou sempre que pretende afirmar-se no Sporting, mas que prefere ser emprestado caso não seja opção de Jorge Jesus na próxima temporada.

"Eu preciso de jogar. É óbvio que o quero fazer no Sporting, mas preciso que me prometam que vou somar minutos. Quero uma oportunidade realista de jogar. Sou um jogador de futebol, tenho espírito competitivo e, tal como todos os outros, quero jogar o máximo de tempo possível. Estou com fome de bola e confiante para a próxima época", disse Spalvis ao jornal O JOGO.

Ainda à procura da melhor condição física, o avançado leonino não esconde a vontade de poder jogar mais na próxima época caso continue fora das opções de Jorge Jesus durante a fase de pré-temporada.

"Teria sido ótimo ter somado alguns minutos na última época, quando já estava recuperado da lesão, mas não foi possível. Não posso continuar nesta situação", afirmou Spalvis, que revelou a última conversa que teve com o treinador do Sporting.

"Antes de viajar para férias, a única coisa que o Jesus me disse foi a data de início dos trabalhos. Nada mais", sentenciou o número 33 do Sporting.

Conteúdo publicado por Sportinforma