FC Porto

13-06-2017 23:31

Francisco J. Marques: "O Benfica está claramente implicado num esquema de arbitragem"

FC Porto volta a divulgar troca de correspondência do rival Benfica.
Estádio do Dragão
Foto: Валерий Дед

FC Porto volta a divulgar troca de correspondência do rival Benfica.

Por SAPO Desporto sapodesporto@sapo.pt

O diretor de comunicação do FC Porto voltou a atacar o Benfica esta terça-feira com a divulgação de novos e-mails com mais informação relativa à troca de correspondência entre Paulo Gonçalves, assessor da administração da SAD do Benfica, e Adão Mendes, antigo árbitro.

Depois da divulgação de e-mails de Pedro Guerra na semana passada, Francisco J. Marques voltou à carga ao revelar no programa Universo Porto, do Porto Canal, o conteúdo de uma alegada troca de correspondência electrónica de outubro de 2014 entre Adão Mendes, antigo árbitro, e Paulo Gonçalves, assessor jurídico do Benfica.

Segundo o diretor de comunicação do FC Porto, Adão Mendes pede a Paulo Gonçalves para que uma nota do árbitro Manuel Mota seja alterada.

"O nosso amigo, Manuel Mota, recorreu da nota negativa no jogo Marítimo-V. Guimarães. O Manuel Mota tem razão. Temos de lhe dar nota positiva. Eu e ele apelamos ao doutor", leu Francisco J. Marques, que adiantou que o referido 'doutor' seria Paulo Gonçalves, do Benfica, que agradeceu a informação e garantiu que haveria 'suporte'.

Francisco J. Marques recordou depois que Paulo Gonçalves tem um cargo importante no clube da Luz pois "esteve, ainda agora, na Assembleia Geral da Liga".

"Tem responsabilidades no Benfica, muito grandes e muito fortes. Trabalha na dependência direta do Presidente e da direção", frisou Francisco J. Marques.

Noutro e-mail, Adão Mendes pede a Paulo Gonçalves ajuda num recurso do seu filho, também ele árbitro de futebol da Associação de Futebol de Braga, frisando que "Vítor Pereira pode ser a solução antes do recurso". Francisco J. Marques garante depois que no mesmo e-mail Adão Mendes insiste que o apoio do Benfica será fundamental. "A questão é ser o Glorioso a apadrinhar a questão. Temos de pôr a carne toda no assador. Chefe está comigo".

Francisco J. Marques questiona depois se este "chefe" seria o "primeiro-ministro" mencionado nos e-mails trocados com Pedro Guerra e sentencia que, "O Benfica está claramente implicado num esquema de arbitragem", e deixa a questão: "Que vigarice é esta? O Benfica não está implicado nisto? Investigue-se", atira o diretor de comunicação do FC Porto.

Conteúdo publicado por Sportinforma