I Liga

13-06-2017 22:36

Presidente do Marítimo assegura que o plantel está "praticamente fechado"

Clube madeirense espera contratar seis a sete jogadores para a próxima época.
Futebol: Assembleia Geral Extraordinária da Liga Portuguesa de Futebol Profissional
Foto: Lusa

Líder do clube madeirense espera contratar seis a sete jogadores para a próxima época.

Por SAPO Desporto c/Lusa sapodesporto@sapo.pt

O presidente do Marítimo, Carlos Pereira, assegurou hoje que o plantel está "praticamente fechado" para a nova temporada, com a entrada de seis a sete futebolistas, mantendo o sonho de contratar Danny.

A menos de duas semanas do arranque da pré-época, o dirigente diz que ficará concluído depois de "tudo estar assinado" com os jogadores que foram pedidos pelo treinador Daniel Ramos.

"Para deixar a massa associativa descansada, posso dizer que, em sintonia com o técnico, temos o plantel praticamente fechado. Os detalhes estão quase concluídos e penso que, a curto prazo, podemos apresentar seis a sete atletas que o técnico referenciou", assegurou à margem da apresentação da equipa de padel.

Carlos Pereira admitiu que o momento é algo complicado para o clube e para os jogadores nas decisões a tomar e não quis revelar os reforços da equipa, até porque o "segredo é a alma do negócio", preferindo a cautela em vez de "contratar por contratar".

No entanto, não escondeu o desejo que poder contar com o internacional português Danny, jogador formado no Marítimo e que terminou contrato com os russos do Zenit São Petersburgo, considerando a próxima semana como "decisiva" para o desfecho.

"Continua a ser um sonho e temos mantido diálogo. É uma decisão difícil que o Danny tem de tomar. Sei que há muita vontade do Danny e é também nossa vontade contar com ele para a próxima época", revelou.

No sentido inverso, depois de Fransérgio, Raúl Silva e Dyego Sousa terem rumado ao Sporting de Braga, o presidente dos ‘verde rubros' pretende evitar mais saídas, entre as quais o médio turco-belga Erdem Sen.

"Não é líquido que isso venha a acontecer e, se depender de nós, com certeza que não sairá. Já deixámos sair algumas mais valias e queríamos ficar com algumas que dão o suporte desportivo que precisamos e o Erdem é um deles", comentou.

Conteúdo publicado por Sportinforma