Caso dos e-mails

16-06-2017 18:08

Benfica vai pedir a reabertura do processo “Apito Dourado”

Diretor de comunicação dos ‘encarnados’ revelou processos-crime contra Pinto da Costa.
Suspeito de atropelamento mortal junto ao Estádio da Luz vai “esclarecer tudo”, diz advogado
Foto: SAPO Desporto

Benfica respondeu a questão dos e-mails

Por SAPO Desporto sapodesporto@sapo.pt

Benfica vai pedir a reabertura do processo “Apito Dourado”

Diretor de comunicação dos ‘encarnados’ revelou processos-crime contra Pinto da Costa.

Luís Bernardo afirmou que o Benfica vai requerer a reabertura do processo “Apito Dourado”. O diretor de comunicação dos ‘encarnados’ foi à BTV para expor como é que o clube da Luz vai proceder após as denúncias de Francisco J. Marques e afirmou que o processo que, no passado, envolveu o FC Porto ainda tem ativos nos últimos anos.

“Vamos fazer uma requisição para a reabertura do processo “Apito Dourado”. As pessoas que estiveram ligadas a esse caso continuam envolvidas nos eventos que têm marcado o desporto no último ano e meio”.

Luís Bernardo disse ainda que os ‘encarnados’ vão abrir processos crime contra o Presidente do FC Porto, Pinto da Costa, e contra a administração da SAD dos ‘dragões’. De acordo com o diretor de comunicação do Benfica, o facto de os ‘azuis e brancos’ terem acesso a informação confidencial é um crime grave. Luís Bernardo disse ainda que os ‘encarnados’ têm muita informação que têm vindo a recolher.

“Nos próximos dias vão entrar processo crime contra Pinto da Costa e contra a Administração da SAD. Se o FC Porto tem informações confidencias também tem acesso a outras informações. Com base no que sabemos vamos avançar com queixa crime. Se o FC Porto alega que tem informação que não devia ter é um crime grave. Na sequência do que tem vindo a recolher, o Benfica tem vindo a receber várias queixas de pressões por parte do FC Porto”.

Recorde-se de que o FC Porto, pela voz de Francisco J. Marques acusou o Benfica de corrupção nos últimos quatro anos. As denúncias do diretor de informação dos ‘dragões’ eram sustentadas pela troca de e-mails entre Pedro Guerra e Adão Mendes, ex-árbitro.

Conteúdo publicado por Sportinforma