Futebol

16-06-2017 13:32

Comissão de Instrutores da Liga concluiu 75% dos processos até 8 de junho

Segundo comunicado do CI, a presente época é aquela que apresenta o maior número de processos instaurados.
Assembleia-geral extraordinária da LPFP
Foto: FERNANDO VELUDO/LUSA

Pedro Proença, presidente da Liga

Por SAPO Desporto c/ Lusa sapodesporto@sapo.pt

A Comissão de Instrutores (CI) da Liga Portuguesa de Futebol Profissional (LPFP) destacou esta sexta-feira que concluiu, até 08 de junho, 75% dos processos, quer os “transitados de épocas desportivas anteriores, quer os relativos à presente época”.

“Comparativamente com as últimas quatro épocas desportivas, a presente época é aquela que apresenta o maior número de processos instaurados: o acréscimo registado corresponde a mais de 18% em relação à época desportiva 15/16 e a mais de 31% em relação à época desportiva 14/15”, referiu o CI em comunicado, publicado no site oficial da LPFP.

Segundo a mesma comissão, “de um total de 88 processos instaurados na presente época (15 processos de inquérito e 73 processos disciplinares), mais de 38% foram recebidos entre a segunda quinzena de março e a presente data”.

“Todos os procedimentos disciplinares (...) mantêm-se em segredo até à apresentação ao Conselho de Disciplina [da Federação Portuguesa de Futebol] de proposta de acusação, se da instrução tal resultar suficientemente indiciado; o mesmo se aplicando quando ocorre a conversão de um processo de inquérito em processo disciplinar”, recordou o CI.

Em forma de balanço aos seus procedimentos, o CI destacou que “tem pautado toda a sua atuação pelo dever de reserva e discrição, atuando, como lhe compete, com total independência, autonomia e equidistância”.

“A Comissão de Instrutores não pretende, em caso algum, alterar ou condicionar a sua atuação, que se manterá nos termos referidos, independentemente do maior ou menor impacto dos processos”, referiu ainda.

Conteúdo publicado por Sportinforma