Futebol

23-06-2017 23:37

Sporting aprova contas e Bruno de Carvalho ataca inimigos internos e externos

Bruno de Carvalho
Foto: Lusa

Bruno de Carvalho

Por SAPO Desporto c/ Lusa sapodesporto@sapo.pt

A assembleia-geral (AG) do Sporting aprovou hoje no estádio José Alvalade as contas referentes exercício de 01 de julho de 2015 a 30 de junho de 2016, com 99,1 por centos dos votos dos associados.

Além das referidas contas, a AG aprovou também com a mesma percentagem o orçamento de receitas e despesas do Sporting para o exercício de 15 de julho de 2017 a 30 de junho de 2018, que foi elaborado pelo conselho diretivo e acompanhado do plano de atividades e do parecer do conselho fiscal.

Num universo de 110 sócios presentes, que totalizaram 700 votos, apenas um votou contra a aprovação das contas do exercício de 01 de julho de 2015 a 30 de junho de 2016, o mesmo que se absteve em relação ao ponto 2 da ordem de trabalhos destinado a apreciar e votar o orçamento de receitas e despesas para o exercício que se inicia em 15 de julho próximo.

Antes da votação, o presidente 'leonino', Bruno de Carvalho, fez um discurso que durou cerca de uma hora, durante o qual desferiu vários ataques aos seus “inimigos internos e externos”, a quem prometeu “não dar um segundo de descanso”.

Um dos visados foi o antigo presidente do Sporting, Dias da Cunha, e o atual membro do Conselho Leonino e presidente dos ‘Leões de Portugal’, Menezes Rodrigues, acusados de terem almoçado com o presidente do Benfica, Luís Filipe Vieira.

“Hoje, em Setúbal, deu-se um almoço onde estiveram presentes entre outros, Menezes Rodrigues, Dias da Cunha e Luís Filipe Vieira. Acho absolutamente lamentável que as pessoas não tenham a mínima noção do cargo que ocuparam e ocupam. Numa altura em que é conhecida a cartilha por uma pessoa que não deixou quaisquer saudades no Sporting, Carlos Janela, que neste momento tão bem a coordena”, disse Bruno de Carvalho.

Lembrou que Dias da Cunha foi o único presidente do Sporting que se recusou a vir à Comissão de Audição dos antigos presidentes do clube e sobre Menezes Rodrigues afirmou que “devia ter respeito pelos sportinguistas, tendo em conta os cargos que ocupa no clube”.

O presidente dos ‘leões’ aludiu também a uma campanha de difamação de que está a ser alvo, acusando o sócio José Pedro Rodrigues, vogal para a direção na lista do candidato à presidência do Sporting, Madeira Rodrigues, de difundir um ‘e-mail’ que qualificou como “lamentável e nojento”, com informações falaciosas a seu respeito, ligando-o a ilegalidades em transferências de jogadores contratados para a equipa de futebol.

Segundo Bruno de Carvalho, no referido ‘e-mail’ até surgem as passagens relativas à viagem que realizou a Londres com a sua noiva, Joana Ornelas.

“Estes senhores que se dizem do Sporting e andam em almocinhos com pessoas do Benfica, fazem pior, metem a minha futura esposa no meio disto tudo. É a isto que chegámos nos clubes rivais e em pessoas do nosso clube”, acrescentou Bruno de Carvalho, citando várias passagens do dito ‘e-mail’.

Conteúdo publicado por Sportinforma