Primeira Liga

07-07-2017 12:52

Awer Mabil, o reforço do Paços de Ferreira que saiu de uma 'sopa de letras'

Extremo australiano foi a novidade da apresentação do plantel do Paços de Ferreira à comunicação social.
Awer Mabil
Foto: P. Ferreira

Awer Mabil, o reforço do Paços que saiu de uma 'sopa de letras'

Por SAPO Desporto c/ Lusa sapodesporto@sapo.pt

O extremo australiano Awer Mabil foi hoje a novidade da apresentação do plantel do Paços de Ferreira à comunicação social, no dia em que foi reiterado o objetivo de permanência da equipa na I Liga de futebol.

Awer Mabil, de 21 anos, protagonizou na véspera uma insólita iniciativa de apresentação por parte do Paços de Ferreira, na qual o clube desafiava os adeptos a descobrirem numa ‘sopa de letras’ as duas palavras do nome do "grande reforço que está a chegar para o ataque".

Sem mais palavras cruzadas, Rui Seabra, presidente para o futebol profissional, justificou a aquisição do australiano com "o trabalho do departamento de ‘scouting’", e destacou a parceria com os dinamarqueses do Midtylland, num negócio que "não foi nada fácil", em que o Paços garante o empréstimo do jogador por uma época, ficando com opção de compra, e ficou com uma percentagem dos seus direitos desportivos.

Awer Mabil foi um dos seis reforços apresentados, juntamente com o seu compatriota Dylan McGowan (ex- Adelaide United, Austrália), o ex-júnior Pedro Marques, o médio Gian (ex-União da Madeira) e os avançados Xavier (ex-Marítimo) e Hendrio (ex-Varzim B).

O avançado Bruno Moreira (ex-Buriram United, Tailândia) também está integrado e faz parte do plantel, não tendo sido apresentado como reforço apenas por "detalhes burocráticos", num grupo de trabalho composto de momento por 32 elementos.

"Sinto que temos um bom grupo e tenho expectativa de podermos fazer uma boa época, e isso passa por garantirmos a permanência o mais rapidamente possível, sendo importantíssimo amealharmos pontos suficientes o mais cedo possível, e, depois, pensarmos em ficar na primeira metade da tabela classificativa", referiu Rui Seabra.

Os objetivos traçados pelo dirigente foram uma repetição do que dissera antes, também no relvado, o treinador Vasco Seabra, que prometeu "trabalho, entrega e paixão todos os dias".

"Sentimos que temos um plantel equilibrado e competitivo. Estamos a apontar fechar o plantel com 25 ou 26 jogadores", referiu o técnico, sem esconder que espera ver chegar ainda "um médio [defensivo] e um jogador para o ataque [extremo]".

O plantel pacense terá, por isso, de ser encurtado, numa situação que deverá ficar definida após o estágio em Nelas, de 08 a 15 de julho.

Conteúdo publicado por Sportinforma