Taarabt

11-07-2017 07:14

"A minha mãe recebia chamadas a perguntar se tinha sido despedido do Benfica"

Médio marroquino falou sobre a sua carreira ao serviço dos 'encarnados' e a forma como perdeu o amor que tinha pelo futebol.
Taarabt espreita a estreia diante da Fiorentina
Foto: SL Benfica

Adel Taarabt não conseguiu ter uma oportunidade no Benfica

Por SAPO Desporto sapodesporto@sapo.pt

Taarabt lamentou não ter tido qualquer oportunidade no Benfica. O médio marroquino deu uma entrevista ao canal televisivo marroquino Arryadia, onde falou sobre aquilo que passou nos 'encarnados'.

"Foi o Rui Costa que me viu e avançou para a minha contratação. Cheguei e estava um treinador, que era o Jorge Jesus. Depois veio o Rui Vitória. É verdade que eu não estava bem fisicamente, ganhei alguns quilos porque comia... Mas não tive qualquer oportunidade", afirmou o jogador, que diz que a passagem pela Itália não lhe fez nada bem.

"Depois houve problemas. Fui para o Génova. Foi duro. Perdi a motivação, o amor ao futebol. Eu era um apaixonado, jogava e via os jogos de todos os campeonatos. Mas perdi completamente o amor ao futebol", referiu, criticando também a imprensa no desenrolar da sua carreira.

"Continuam a publicar notícias de que eu estou em festas aqui e ali e isso não é verdade. Esses jornalistas não são profissionais. Deviam saber que esses rumores podem afetar a minha carreira e até a minha família […] A minha mãe estava sempre a receber chamadas da minha tia e de outros familiares a perguntarem-lhe sobre os rumores de eu ter sido despedido do Benfica", explicou Taarabt.

Adel Taarabt, de 28 anos, chegou ao Benfica em 2015/2016, proveniente do Queen Park Rangers, mas não chegou a ter muitas oportunidades. Na época de estreia, apenas realizou sete jogos pela equipa secundária das 'águias', marcando um golo. Na temporada passada, foi emprestado ao Génova, mas mesmo no clube transalpino só realizou seis jogos e não marcou nenhum golo.

Conteúdo publicado por Sportinforma