Benfica

17-07-2017 11:33

Goleada com o Young Boys faz soar o alarme. É preciso ir ao mercado

'Encarnados' terminam estágio de pré-temporada na Suíça com uma vitória e uma derrota pesada.
Benfica vs Young Boys - Jonas
Foto: THOMAS HODEL / EPA

Benfica foi goleado pela equipa do Young Boys

Por Diogo Marcelo sapodesporto@sapo.pt

É um Benfica em construção e com muitas dúvidas que procura o seu melhor plantel. Os 'encarnados' deixaram o estágio na Suíça com boas indicações dadas no primeiro jogo e um total descalabro na segunda partida.

Testes doces, amargos e uma defesa para construir

O primeiro teste da pré-época surgiu sobre a forma do Neuchatel Xamax. O clube 'encarnado' demonstrou alguns bons pormenores, na estreia de jogadores como Seferovic e Martin Chrien, para além dos jovens Rúben Dias, Hermes e Diogo Gonçalves no onze titular.

O adversário era de menor valia, visto que até joga na segunda divisão suíça mas o início da pré-época é tempo de cargas elevadas e de falta de ritmo e o Benfica poderia ressentir-se desta situação.

Assim não foi. O Benfica entrou logo a vencer aos 4 minutos pelo 'matador' do costume, Jonas, de grande penalidade. E bastaram apenas mais 14 minutos para que as 'águias' fizessem o resultado final, com o reforço suíço Seferovic a fazer o segundo golo da pré-época.

Diogo Gonçalves deu boas indicações e poderá ser um dos jogadores jovens que serão integrados gradualmente no plantel principal de Rui Vitória. A segunda parte viu um Neuchatel mais afoito e atrevido e as constantes substituições operadas por Rui Vitória acabou por baixar o ritmo de jogo.

No final, o Benfica acabou por ter um bom teste com a equipa suíça, mas o pior ainda estaria para vir.

Foi no passado sábado que o Benfica defrontou e foi goleado pelo Young Boys. O clube da Luz até começou o encontro de forma muito similar ao jogo com o Neuchatel: um golo, de Jonas, logo aos 23 minutos. Tudo fazia crer que poderia ser mais um bom resultado para os 'encarnados'.

Mas o empate surgiu dois minutos depois e a partir daí o Benfica não mais se encontrou. Apesar do resultado não mais se alterar até ao intervalo, o pior estaria reservado para o segundo tempo.

Rui Vitória mexeu na equipa, fazendo três alterações e acabando por sofrer com a 'vingança' de Sulejmani. O antigo extremo dos 'encarnados' fez o segundo golo para a equipa suíça, chegando a pedir desculpa aos adeptos 'encarnados'.

Pouco tempo depois, uma oportunidade de ouro: uma grande penalidade. Jonas foi chamado a marcar mas nem assim o Benfica marcou mais um golo.

Com mais tempo de preparação e mais ligação entre os seus elementos, a equipa dos Young Boys acabou por superiorizar-se ao Benfica, aproveitando a passividade 'encarnada' para fazer mais três golos, acabando com o Benfica por sofrer uma goleada pesada de 5-1.

Os dois resultados, atípicos e díspares, mostraram dois Benficas distintos, com adversários de valia diferente. Rui Vitória procura a melhor equipa e os melhores jogadores, de forma a dar a dinâmica que o Benfica precisa para enfrentar uma época de muita pressão, com a conquista do inédito pentacampeonato lá longe no horizonte.

Uma equipa para decidir e jogadores para colocar

Iniciada a pré-época no Benfica há duas semanas, há muito por decidir e escolher. O técnico das 'águias' levou 25 jogadores para a Suíça, da qual se juntou Mitroglou mais tarde. Na próxima sexta-feira recebe mais jogadores (Pizzi e Raúl Jiménez regressam depois da participação na Taça das Confederações e Eliseu pode ou não voltar, mediante assine a renovação de contrato).

Haverá uma triagem por fazer e um onze por definir. A defesa é o que mais preocupa com a saída de três titulares indiscutíveis: Ederson, Lindelof e Nelson Semedo.

Na baliza, Júlio César parte à frente dos concorrentes, mas não é garantia de sucesso, devido à elevada idade a possibilidade de contraír lesões longas. O possível fim de carreira de Paulo Lopes também poderá levar o Benfica a ir ao mercado em busca de mais um guarda-redes, depois do falhanço de André Moreira. Bruno Varela deverá assumir o papel de terceiro guarda-redes.

Na defesa, Pedro Pereira e André Almeida parecem lutar por um lugar na lateral direita. No entanto, deverá ser Almeida, com a sua polivalência (pode jogar em qualquer uma das laterais e até a médio) e mais experiência que parece estar à frente do jovem lateral contratado à Sampdoria, que cometeu muitos erros no jogo com os Young Boys.

No centro da defesa, também existem incógnitas. Jardel e Lisandro López poderão assumir um lugar na defesa, sendo que Luisão se encontra lesionado e não se sabe se será titular indiscutível no Benfica de Vitória 2017/2018. Também Rúben Dias corre por um lugar no centro da defesa, mas deverá ser chamado a espaços, continuando o seu crescimento na equipa B.

No meio campo, Fejsa e Pizzi devem ter o lugar assegurado, se bem que têm mercado e a saída de qualquer um dos jogadores poderá levar a mais uma dor de cabeça para Rui Vitória.

Nos extremos, existe sobrelotação de jogadores: Rafa, Cervi, Carrillo, Zivkovic, Willock, Salvio e Diogo Gonçalves ocupam muitas vagas e nem todos poderão fazer parte do plantel, falando-se da saída de Carrillo, empréstimo de Willock e Diogo Gonçalves pode continuar na equipa B.

Na frente de ataque, Jonas é o único indiscutível, com a segunda vaga a ter três concorrentes: Seferovic, Mitroglou e Raúl Jiménez. O reforço suíço chegou e mostrou bons pormenores, o que pode levar a uma luta mais feroz com os restantes avançados para um lugar no onze titular.

Segue-se o Algarve

O Benfica viaja daqui a dois dias para o Algarve, onde vai disputar a Algarve Cup, contra o Bétis de Sevilha e o Hull City, nos dias 20 e 22 de julho, respetivamente.

Rui Vitória aproveitará estes dois testes com adversários que jogaram em duas competições muito valorizadas, como a Liga Espanhola e a Liga Inglesa, para observar os jogadores e da forma como vai montar o puzzle que será a equipa benfiquista na próxima temporada.

Depois dos jogos no Algarve, o Benfica terá o segundo estágio de pré-temporada, em Inglaterra, onde jogará a Emirates Cup, frente ao Arsenal e ao Leipzig.

Conteúdo publicado por Sportinforma