Justiça

28-02-2012 15:14

Boavista ganha em tribunal e exige reintegração na Liga

A decisão remonta às consequências do processo 'Apito Final'.
Boavista ganha em tribunal e exige reintegração na Liga

Por SAPO Desporto c/ Lusa sapodesporto@sapo.pt

O Boavista recebeu hoje uma notificação do Tribunal Administrativo e Fiscal de Lisboa considerando nula a reunião do Conselho de Justiça (CJ) da FPF que confirmou a sua despromoção à Liga de Honra, disse à Agência Lusa fonte da SAD axadrezada.

O responsável, que preferiu não se identificar, disse que o Boavista vai por isso pedir a «reintegração na Liga», alegando que não devia ter sido despromovido porque a segunda parte da reunião do CJ, afinal, não foi válida.

O Conselho reuniu a 4 de Julho de 2008 e teve uma segunda parte, já sem os seus presidente e vice-presidente, em que foi confirmada, nomeadamente, a descida de divisão do Boavista, por alegada corrupção, que havia sido determinada pela Comissão Disciplinar (CD) da Liga, no âmbito do processo Apito Final.

Desse modo, os conselheiros presentes nessa polémica reunião CJ não acolheram o recurso que o Boavista apresentara no sentido de procurar anular a deliberação tomada pela CD.

Na mesma reunião, recorde-se, foi também confirmada a suspensão de dois anos do presidente do FC Porto, Pinto da Costa, igualmente decretada pela Comissão Disciplinar - mas neste caso o Tribunal já havia considerado inválida essa polémica reunião.

O Boavista alegou sempre que «os fundamentos invocados» pelo líder portista são em tudo semelhantes aos seus e ficou à espera de uma sentença igual - que, todavia, chegou apenas agora.

Dirigentes, associados e adeptos boavisteiros acreditaram sempre que o tribunal acabaria por lhes dar razão, fornecendo assim o argumento decisivo para reivindicar o regresso ao convívio dos grandes, além de uma indemnização, até que o Conselho de Justiça tomasse uma decisão definitiva sobre o caso.