Futebol

21-09-2016 17:52

Evangelista diz que diálogo teria evitado processo judicial entre jogadores e Académica

Dirigente lamenta processo judicial na sequência do despedimento colectivo.
35edf7f7ea73e143c33df9a6678d020094a67347.jpg
Foto: © 2015 LUSA - Agência de Notícias de Portugal, S.A.

Dirigente lamenta processo judicial na sequência do despedimento colectivo.

Por SAPO Desporto c/Lusa sapodesporto@sapo.pt

O presidente do Sindicato dos Jogadores Profissionais de Futebol (SJPF), Joaquim Evangelista, disse hoje que o diálogo entre os jogadores e a Académica, após o despedimento coletivo, teria evitado o processo judicial.

"Eu fui sensato e alertei na altura para que era preferível haver um dialogo institucional para resolver o assunto do que avançar com um processo desta natureza, na medida em que pode ter consequências no futuro", disse o dirigente à margem do III Fórum do Desporto, em Lisboa.

Evangelista referiu ainda: "Todos os casos se resolveram, excepto um, que foi o Ivanildo, que apoio, apesar de não ser representado pelo sindicato."

O representante dos jogadores profissionais de futebol deixou ainda um recado aos clubes dasI e II ligas, salientando a necessidade de "encontrar espaços de concentração e ser honesto nos compromissos que são assumidos" pelas entidades patronais.

Conteúdo publicado por Sportinforma