Segunda Liga

20-03-2017 19:21

Golo de Kiko dá vitória ao V. Guimarães B sobre Cova da Piedade

A equipa vimaranense, com este triunfo, o segundo consecutivo, subiu à oitava posição do campeonato, com 47 pontos.
Vitória de Guimarães B - Cova da Piedade
Foto: Facebook do V. Guimarães

Vitória de Guimarães B - Cova da Piedade

Por SAPO Desporto c/ Lusa sapodesporto@sapo.pt

Um golo de Kiko, aos 44 minutos, garantiu esta segunda-feira o triunfo do V. Guimarães B sobre o Cova da Piedade, por 1-0, no jogo de encerramento da 33.ª jornada da 2.ª liga.

A equipa vimaranense dominou todo o jogo e falhou algumas situações para dilatar o resultado, tendo subido com este triunfo, o segundo consecutivo, à oitava posição do campeonato, com 47 pontos, enquanto a turma de Almada, que até esteve perto do empate no final, registou a terceira derrota nos últimos quatro jogos e continua no 16.º lugar, com 39 pontos.

Os vitorianos entraram em campo com os defesas Prince e Rúben Ferreira, oriundos da equipa principal, e procuraram impor o seu jogo na fase inicial do encontro, criando a primeira ocasião de golo aos sete minutos, quando Prince, em posição frontal à baliza, cabeceou ao lado.

A equipa de Almada estendeu-se gradualmente no terreno e privilegiou o lado direito do ataque, mas os cruzamentos de lá saídos não tiveram sequência. O perigo a surgiu novamente na outra baliza, com Joseph, num remate intercetado por Bruno Sapo, e Bruno Mendes, na recarga, a ficarem perto do golo, aos 26 minutos.

O golo inaugural surgiu perto do intervalo, quando Kiko, após corte de um defesa piedense, dominou a bola no interior da área e, sem a deixar cair, colocou-a no ângulo superior esquerdo da baliza de Pedro Alves (44').

Os minhotos continuaram a dominar no segundo tempo e, mesmo sem exercer grande pressão, criaram mais situações para ampliar a vantagem, primeiro num cabeceamento de Bruno Mendes, aos 52', e depois em remates de Haman, aos 75', e de Hélder, aos 79', travados pelo guardião Pedro Alves.

A equipa de João Barbosa só arriscou nos 10 minutos finais, mas foi ainda a tempo de desperdiçar duas situações de golo, por Rui Varela, aos 85 minutos, num cabeceamento por cima, e, depois, por Miguel Ângelo, aos 90, noutro cabeceamento, mais perigoso, que obrigou Miguel Oliveira a desviar a bola para canto, com uma palmada.

Conteúdo publicado por Sportinforma