Desportivo Aves

30-04-2017 15:45

Jogadores falam em "momento mais alto da carreira"

Guarda-redes Quim e avançado Guedes felizes pela subida do Desportivo das Aves.
Guedes (C) festeja após marcar um golo
Foto: JOSÉ COELHO/LUSA

Guedes (C) festeja após marcar um golo

Por SAPO Desporto sapodesporto@sapo.pt

Veterano guarda-redes Quim e avançado Guedes mostraram-se muito felizes por contribuírem para a subida do Desportivo das Aves à I Liga de futebol.

Após o empate 2-2 na visita à União da Madeira, na 39.ª jornada da II Liga portuguesa de futebol, onde assegurou o regresso à I Liga, a três jornadas do fim e dez anos depois, o veterano guarda-redes Quim era a imagem da felicidade.

"Agora é tempo de festejar, mas este feito tem tanto ou mais sabor, do que ser campeão nacional pelo Benfica", começou por afirmar. "É muito difícil subir numa II Liga, não é nada fácil. As pessoas do Aves foram fantásticas e merecem", disse com emoção, enaltecendo ainda "o trabalho de todo o grupo e da direcção".

Quanto ao futuro, Quim afirma estar a sentir-se “muito bem, mesmo tendo 42 anos, para continuar a ajudar a equipa", sublinhando que terminar a carreira na I Liga " era muito bom".

Relativamente à sua não utilização neste decisivo confronto, Quim referiu que “já tinha um problema muscular” e no aquecimento sentiu uma dor e viu que não estava em condições para jogar este encontro.

Por seu turno, o avançado Guedes, autor do golo do empate, que possibilitou a concretização do sonho de subida, afirmou que este "foi o momento mais alto da carreira, para mais com um golo decisivo".

Sem se deter, asseverou que a equipa já estava consciente que “seria um jogo muito complicado”: “agora já acabou e conseguimos o nosso grande objetivo”.

Todavia, fez questão de referir que o Desportivo das Aves ainda vai “trabalhar para conseguir chegar ao título”, numa altura em que o líder Portimonense está a dois pontos de distância.

Conteúdo publicado por Sportinforma