Segunda Liga

04-05-2017 22:36

Presidente do Óquei de Barcelos sucede a António Fiúsa

Francisco Dias da Silva regressa à estrutura da equipa.
Presidente do Gil Vicente
Foto: Ricardo Castelo

Fiúsa está de saída do Gil Vicente

Por SAPO Desporto c/Lusa sapodesporto@sapo.pt

Francisco Dias da Silva, atual presidente do Óquei de Barcelos, vai regressar à presidência do Gil Vicente, sucedendo a António Fiúsa, aprovou ter sido hoje aprovada pelo Conselho Consultivo do clube a lista única às eleições.

Esta estrutura do emblema da II Liga, reunido durante a tarde de hoje, aprovou por unanimidade a lista única candidata aos órgãos sociais do clube de Barcelos, que vai ser apresentada na Assembleia-Geral (AG) eleitoral, marcada para o próximo dia 25.

“Os sócios do Gil Vicente podem ficar descansados pois o futuro está assegurado e poderá até ser bastante risonho”, afirmou o presidente da AG do Gil Vicente, Duarte Nuno Pinto, acrescentando que Francisco Dias da Silva “é um homem experiente, que também é presidente do Óquei de Barcelos, conhece bem os meandros do desporto e vai ter grande apoio”.

Francisco Dias da Silva, que já passou pela presidência do clube na época de 1989/90, ano em que o Gil Vicente subiu pela primeira vez ao principal escalão do futebol nacional, assumiu-se otimista com o desafio de suceder a Fiúsa, que preside ao clube há 13 anos.

“Espero ter capacidade e saúde para pôr isto a andar. O Gil Vicente precisa de mim e eu vou tentar resolver os problemas e fazer tudo para que regresse ao lugar que merece e tem direito. A pressão foi grande pois as pessoas estão muito desgastadas e angustiadas com o que se tem passado no clube e como acham que posso resolver este tipo de coisas bateram-me à porta. Vou ver o que posso fazer. O clube precisa de uma nova vida e eu não sei se serei capaz de a dar. Dizem que tenho sorte, mas essa sorte dá-me muito trabalho”, afirmou.

Dias da Silva disse ainda que vai continuar a presidir ao Óquei de Barcelos, igualmente pela inexistência de alternativa.

“Na última AG não apareceu ninguém que quisesse assumir. É um clube que gosto muito, mais do que quando assumi, a presidência, numa fase difícil”, frisou Dias da Silva, aludindo ao bicampeão da Taça CERS de hóquei em patins.

Conteúdo publicado por Sportinforma