Oliveirense

14-05-2017 21:10

Pedro Miguel festeja promoção mas critica data do apuramento do campeão

Agendada para 04 de junho, a final, para o treinador da Oliveirense, está ainda a "uma distância muito longa" .
Futebol
Foto: Hugo Delgado/Lusa

Futebol

Por SAPO Desporto c/ Lusa sapodesporto@sapo.pt

A UD Oliveirense garantiu o regresso à II Liga em 2017/18 apesar de ter sido derrotado em casa por 1-0 pelo Salgueiros, em jogo da 14.ª jornada da 2.ª fase do Campeonato de Portugal em futebol, hoje disputado em Oliveira de Azeméis.

O golo na própria baliza de Leo aos 76 minutos acabou por não penalizar a equipa de Pedro Miguel, que, volvido um ano sobre ter festejado no Estádio Carlos Osório a manutenção do Leixões com uma vitória sobre a Oliveirense, voltou a ser feliz na última jornada do Campeonato de Portugal.

"O nosso objetivo foi sempre assumido e passava pela subida de divisão, sabíamos que tínhamos uma tarefa difícil fruto da entrada de muitos jogadores", sublinhou o treinador da Oliveirense, para quem, apesar das "muitas dificuldades iniciais", uma segunda parte da primeira fase "ímpar" assegurou a qualificação para a segunda fase.

E sobre o próximo passo, a aposta está definida: "Claramente, agora, queremos ser campeões", disse Pedro Miguel do duelo agendado com o Real Massamá, em junho, em Viseu.

"Podemos subir muitas vezes, mas ser campeão nacional não acontece assim tantas vezes. Vamos jogar o jogo mais importante da época", salientou.

Agendada para 04 de junho, a final, para o treinador da Oliveirense, está ainda a "uma distância muito longa" numa época "desgastante para os jogadores".

"Gostaria, se pudesse, de jogar já no próximo fim de semana", expressou Pedro Miguel, acrescentando: "Vão ser três semanas à espera de um jogo, o que é difícil para gerir a motivação dos jogadores".

O capitão Sérgio Silva viveu a um ano a tristeza de despromoção e agora a alegria de voltar aos campeonatos profissionais, sensações que considerou "indescritíveis".

"A Oliveirense foi o meu único clube até agora. No ano passado foi horrível. Fiquei cá para ajudar a reerguer o clube com os que chegaram.

Percebi que íamos construir uma boa equipa, fomos uns guerreiros e merecemos a sorte que hoje tivemos. Foi uma época quase exemplar", disse o defesa da Oliveirense.

Horácio Bastos, presidente do clube, afirmou-se contente pelo desfecho do campeonato, mas não perdeu a oportunidade de deixar um alerta para a próxima época na II Liga, pedindo mais apoio para a equipa em 2017/18.

"Está na hora de todos os oliveirenses se unirem em torno do clube, pois se continuarem a ser tudo sempre para os mesmos as dificuldades irão continuar", disse.

O final da partida deu-se com as duas equipas a festejar, devido a uma informação errada que dava conta da derrota do Merelinense na visita ao Lusitano de Vildemoinhos, acabando os festejos do Salgueiros por serem infrutíferos, pois o jogo no distrito de Viseu terminou empatado 2-2.

Conteúdo publicado por Sportinforma