Futebol

08-06-2017 20:18

Investidor de Singapura compra 47,6% das ações da SAD do Santa Clara

O presidente da SAD 'encarnada', que é também presidente do Clube Desportivo Santa Clara, revela que o clube mantém 40% das ações.
Treino do Santa Clara

Treino do Santa Clara

Por SAPO Desporto c/ Lusa sapodesporto@sapo.pt

O presidente da SAD do Santa Clara disse hoje que 47,6% das ações do clube da II Liga de futebol foram vendidas à PortAdmiral, empresa de um investidor de Singapura, com sede em Portugal há vários anos.

"O processo de venda decorreu de uma auscultação do mercado, em que nós tivemos aqui em consideração vários fatores, nomeadamente, a questão de ter um alguém que reúna as condições de credibilidade e de confiança no nosso projeto e, mais importante, que compreenda que os 52% irão ficar sempre na mão dos açorianos", afirmou Rui Cordeiro à agência Lusa.

O presidente da SAD 'encarnada', que é também presidente do Clube Desportivo Santa Clara, revela que o clube mantém 40% das ações, sendo que os restantes 12,4% estão distribuídos por pequenos acionistas, mantendo assim o destino do clube em "mão açoriana".

"Manter o centro de decisão regional foi aquilo que este conselho de administração sempre defendeu e será aquilo que, enquanto nós estivermos à frente deste projeto, irá acontecer", disse o dirigente, sem revelar quantias envolvidas no negócio.

A entrada do novo investidor surge na sequência de o Tribunal Judicial de Ponta Delgada ter decidido a perda da totalidade das ações de Mário Batista (47,6%), antigo presidente do clube e da SAD do Santa Clara, alegadamente por não ter realizado a totalidade das ações avaliadas em 238 mil euros.

O mesmo Tribunal não reconheceu, por isso, o negócio de venda de 46,6% das ações do acionista Mário Batista ao investidor Ismail Uzun, por 233 mil euros, tendo considerado "improcedentes" duas providências cautelares interpostas pelo empresário turco, no final do ano passado.

A PortAdmiral, empresa de compra e venda de imóveis, escolheu Khaled Saleh, cidadão com dupla nacionalidade na Arábia Saudita e Brasil, como representante no conselho de administração da SAD do Santa Clara.

Rui Cordeiro continua como presidente da SAD do Santa Clara e Diogo Boa Alma é o terceiro e último administrador do conselho de administração eleito até 2019, acumulando as funções de administrador com o cargo de diretor desportivo do clube açoriano.

Conteúdo publicado por Sportinforma