Protesto de Cabo Verde

17-06-2013 17:41

FIFA está a analisar recurso da Guiné Equatorial

A FIFA já terá dado razão a Cabo Verde no protesto apresentado contra a Guiné Equatorial, por utilização irregular de jogadores.
FIFA está a analisar recurso da Guiné Equatorial

Por SAPO Desporto sapodesporto@sapo.pt

A FIFA anunciou que o seu Comité de Recursos está a analisar um recurso da Federação da Guiné-Equatorial na sequência da decisão emitida recentemente pelo Comité Disciplinar sobre uma queixa da Federação Cabo-verdiana de Futebol (FCF).

A queixa da FCF relaciona-se com a suposta utilização irregular de um futebolista por parte da seleção da Guiné-Equatorial no jogo entre esta equipa e Cabo Verde, que aconteceu em Malabo, no dia de 24 de março, que culminou com a derrota de Cabo Verde por 4-3.

Assim que o Comité Disciplinar da FIFA concluir a análise do recurso da Federação da Guiné-Equatorial, será então conhecida a decisão definitiva e se os três pontos se reverterão a favor de Cabo Verde.

Mas a FIFA no seu site, www.fifa.com, confirma que, para além da Guiné-Equatorial, abriu processos disciplinares a mais duas federações africanas – Etiópia e Togo – as quais, supostamente, terão utilizado futebolistas que não estavam autorizados pelo organismo que rege o futebol a nível mundial.

Recentemente, uma agência internacional pôs a circular a notícia segundo a qual o órgão máximo do futebol teria decidido favoravelmente o protesto de Cabo Verde. Todavia à sede da FCF, na Cidade da Praia, não chegou ainda nenhuma comunicação da FIFA.

Neste momento, as quatro equipas do Grupo B de qualificação para o Mundial 2014 já disputaram cinco partidas, e a classificação é liderada pela Tunísia com 11 pontos, seguida de Cabo Verde com seis, e Serra Leoa e Guiné-Equatorial, ambas com cinco pontos.

Caso Cabo Verde conseguir esses três pontos na "secretaria", passa a contar com nove e vai no dia 06 de setembro a Tunes, capital da Tunísia, disputar o primeiro lugar do Grupo B. Em caso de vitória, os Tubarões Azuis passariam a somar 12 pontos, mais um que os magrebinos.

Em caso de vitória em Tunes, Cabo Verde, assim, ganhava o Grupo B e ficaria à espera de um dos primeiros classificados dos restantes nove grupos para o derradeiro jogo, a duas mãos, que dará o passaporte para o Mundial 2014, no Brasil.
Conteúdo publicado por Sportinforma com Inforpress