Sub-21

02-09-2016 18:02

Portugal e Israel empatam ao intervalo (0-0)

Seleção das quinas precisa de um triunfo para garantir a presença no Europeu da categoria.
Olímpicos: Portugal vs México
Foto: Lusa

O treinador da seleção olímpica de Portugal, Rui Jorge, reage durante o jogo amigável de preparação para os Jogos Olímpicos do Brasil 2016, Portugal vs México, disputado no Complexo Desportivo João Paulo II, em Angra do Heroísmo, Açores, 28 de março de 2016. ANTÓNIO ARAÚJO/LUSA

Por André Delgado sapodesporto@sapo.pt

Portugal empata ao intervalo com Israel (0-0) num encontro que está a decorrer no estádio Capital do Móvel.

A precisar de apenas de um triunfo para garantir o apuramento para o Europeu da categoria, Rui Jorge apostou num trio ofensivo constituído por Gelson Martins, Gonçalo Paciência e Iuri Paciência. O objetivo era claro: Chegar à vantagem cedo para a equipa das 'quinas' poder gerir a partida a seu favor.

O primeiro jogador a dar nas vistas foi Gelson Martins. O extremo português com pormenores técnicos deliciosos foi trocando as voltas aos defesas israelistas.

O primeiro aviso de Portugal surgiu dos pés de Gonçalo Paciência num pontapé de fora área, mas fácil para o guardião Elkaslasi.

Mas a verdade é que a grande oportunidade da primeira parte pertenceu a Israel. Aos 17 minutos, Ozlan com tudo para fazer o golo, não conseguiu fazer o desvio.

Aos 25 minutos paragem técnica para os jogadores hidratarem, dado o calor intenso que se fazia sentir na capital do móvel.

Foi a partir desse período que o jogo deixou de aquecer e arrefecer. Apesar de Portugal ter a bola durante mais tempo, quase sempre o último passe saía defeituoso. Perante a desinspiração portuguesa, Israel sempre que podia espreitava a contra-ataque.

Aos 38 minutos, valeu Tobias a cortar de cabeça um cruzamento, quando Gozlan já surgia nas suas costas.

Com dificuldades em penetrar na área, Portugal experimentava a meia distância. Bruno Fernandes, à entrada da área tentou o remate, no entanto, sem perigo e fácil para Elkaslasi.

Em cima do intervalo, Portugal criou a oportunidade mais flagrante da primeira parte. Grande desmarcação de Fernando Fonseca do lado esquerdo, que já na área, rematou forte com a bola a ir às malhas laterais.

Pede-se maior eficácia de processos para que a seleção portuguesa possa somar a sétima vitória na fase de qualificação e assim garantir a presença no Europeu da categoria.

Ao intervalo, Portugal e Israel empatam (0-0).

Conteúdo publicado por Sportinforma