Euro sub-21

07-06-2017 12:33

Francisco Geraldes: "Não podemos desvalorizar os adversários"

Médio do Sporting acredita que a seleção sub-21 deve ser humilde e aumentar o ciclo positivo da equipa, que está há cinco anos sem derrotas em jogos oficiais.
Francisco Geraldes
Foto: DR

Francisco Geraldes diz que equipa tem de manter "humildade"

Por SAPO Desporto c/ Lusa sapodesporto@sapo.pt

Francisco Geraldes alertou esta quarta-feira que a seleção portuguesa de futebol de sub-21 deve manter a humildade perante os adversários, apesar do estatuto de vice-campeã europeia e do registo de cinco anos sem derrotas em jogos oficiais.

Numa conferência de imprensa realizada na Cidade do Futebol, em Oeiras, o médio do Sporting vincou, porém, a confiança da equipa orientada pelo selecionador Rui Jorge nas suas qualidades.

"Temos muita confiança em nós próprios, mas não podemos de forma alguma desvalorizar os adversários, as camisolas não ganham jogos. Temos de respeitar todos, seja a Espanha, a Macedónia ou a Sérvia", afirmou.

O jogador, de 22 anos, lembrou ainda que esta geração quer aumentar a duração do atual ciclo positivo dos sub-21: "É um registo ao qual nos queremos manter fiéis. Queremos prolongar essa série de vitórias e, pelo menos, não de derrotas. É isso que vamos tentar fazer, acima de tudo com confiança e qualidade."

Questionado sobre as comparações com a seleção que disputou o anterior Europeu de sub-21, Francisco Geraldes preferiu não se alongar em comentários, recusando fixar a meta da final atingida pela equipa em 2015.

"Não vale a pena pensarmos no passado. Fizeram um excelente Europeu e esperamos fazer o melhor trajeto possível. Vamos pensar jogo a jogo, é isso que importa", explicou, declarando-se "preparado" para fazer um bom Europeu.

O grupo de trabalho dos sub-21 foi reduzido em dois elementos nesta terça-feira, face à exclusão de Tomás Podstawski e Rony Lopes do lote de 23 eleitos para a prova, e o médio dos ‘leões’ não deixou de lamentar a saída dos dois colegas, recordando a sua experiência pessoal de ter falhado o anterior Mundial de sub-20.

"Sei bem por experiência própria o que é ficar de fora de uma fase final tão importante. Sinto o pesar que é ficar de fora, ainda para mais para o Rony, com quem me dava bastante. Quem ficar tem de encarar esta opção do selecionador com ainda mais força, porque estes colegas não mereciam. Não é fácil para ninguém", concluiu.

A seleção de sub-21 cumpriu esta quarta-feira o último treino em solo nacional e segue viagem na quinta-feira para Bydgoszcz, na Polónia, que acolhe a fase final do Europeu entre os dias 16 e 30 de junho.

Portugal está integrado no grupo B do Europeu, ao lado das seleções de Espanha, Sérvia e Macedónia, estreando-se frente aos sérvios, no dia 17, em Bydgoszcz. Os restantes jogos estão agendados para dia 20, frente à Espanha, e 23, contra a Macedónia, ambos em Gdynia.

Conteúdo publicado por Sportinforma