Futebol/Seleção

13-06-2017 09:55

Kévin Rodrigues, a nova estrela dos Sub-21

Há mais um lusodescendente a despontar com as ‘quinas’ ao peito
Kevin Rodrigues

Kévin Rodrigues ao serviço da Real Sociedad

Por SAPO Desporto c/ Lusa sapodesporto@sapo.pt

Há vários anos que a base de recrutamento das seleções lusas não se cinge apenas aos futebolistas nascidos ou residentes em Portugal, estando a ser alargada a várias gerações de luso-descendentes.

Um dos exemplos mais recentes é Kévin Rodrigues, jogador luso-francês, que atua na Real Sociedad, de Espanha, e que foi descoberto pelos radares dos responsáveis federativos nacionais, integrado, atualmente, a equipa de sub-21, que prepara na Polónia a participação no Campeonato da Europa da categoria.

Tal como Raphaël Guerreiro, outro lusodescendente, que o ano passado se sagrou campeão europeu pela seleção portuguesa, também Kévin joga na posição de lateral-esquerdo, e revelou o sonho de seguir os passos de Raphaël.

"É um bom exemplo. Seria bom ter igual sucesso. Também nasceu em França e agora joga pela seleção principal de Portugal. É um belo jogador", disse o jogador, expressando-se em francês.

Kévin é filho de emigrantes lusos radicados em França, mas garantiu que desde novo Portugal faz parte das suas memórias afetivas.

"Nasci em França, mas os meus pais são portugueses e, por isso, a minha ligação é forte com Portugal. As minhas férias eram passadas em Portugal, muito perto do Porto", recuperou o jogador.

Por isso, Kévin confessou que jogar com as ‘quinas' ao peito é um "grande motivo de orgulho" para si, mas também para a família.

"Esta minha presença nos sub-21 de Portugal, e logo num Europeu, diz-me muito e à minha família. Todos são portugueses e torcem muito pela seleção", confessou.

Apesar da ligação a Portugal, o defesa esquerdo já vestiu a camisola francesa nos escalões de sub-18 e os sub-19, embora garanta que quando surgiu a oportunidade de jogar por Portugal, nos sub-21, não pensou duas vezes.

Apesar das limitações na língua de Camões, Kévin Rodrigues garante que tal não é dificuldade na integração no grupo, assegurando que há sempre uma ajuda de um companheiro.

"Tenho algumas pessoas que falam comigo em francês. Os que dominam melhor a língua são o [Pedro] Rebocho e o Joel [Pereira]", confessou.

Precisamente Joel Pereira, é outro dos lusodescendentes que integram a seleção sub-21 portuguesa que vai participar neste Euro2017.

O guarda-redes do Manchester United nasceu na Suíça, mas tem ascendência portuguesa, tendo escolhido representar as cores nacionais.

Conteúdo publicado por Sportinforma