Euro Sub-21

15-06-2017 09:35

Portugal ‘faz as malas’ após pacata semana de estágio

O selecionador nacional, Rui Jorge, aproveitou este estágio pré-competitivo, para afinar a tática para a competição.
Treino da seleção Sub-21

Treino da seleção Sub-21

Por SAPO Desporto c/ Lusa sapodesporto@sapo.pt

A seleção portuguesa futebol de sub-21 termina hoje o estágio pré-competitivo de oito dias na cidade de Inowroclaw, na região centro-norte da Polónia, tendo em vista a preparação para o Campeonato da Europa da categoria.

A comitiva lusa ‘faz as malas' para partir, ao início desta tarde, para Bydgoczsz, cidade onde já este sábado vai realizar o seu primeiro jogo na competição, frente à Sérvia.

Para trás, fica mais de uma semana de treinos diários, numa localidade pacata, com mais de 70 mil habitantes, onde a presença dos ‘craques' portugueses agitou o quotidiano da cidade, que nunca tinha recebido ‘convidados' tão famosos.

Ainda assim, a equipa portuguesa viveu dias de tranquilidade e sem pressão de adeptos, num ambiente com segurança.

A comitiva chegou mesmo a dispensar o transporte automóvel, e, diariamente, fez a pé o trajeto de cerca de 800 metros, entre o hotel e o estádio onde decorreram os treinos, com os jogadores a circularem sem problemas pelas ruas cidade.

Aliás, num dos dias em que Rui Jorge ministrou um treino matinal, os atletas tiveram, à tarde, autorização para passearam pela localidade, calcorreando as ruas do centro histórico, praticamente sem assédio dos fãs, tendo mesmo oportunidade de fazerem algumas compras nas lojas locais.

Apesar de alguns pedidos de autógrafos e fotografias, sobretudo dos adeptos mais jovens, a quem os ‘craques' lusos se mostraram sempre solícitos, o passeio dos atletas raramente foi incomodado pela população local.

No entanto, para garantir a segurança da comitiva portuguesa, foi visível a presença da polícia local, ainda que de forma discreta, junto ao hotel da equipa e também nas imediações do estádio.

A pacatez dos dias da seleção apenas foi ‘abalada' na segunda-feira, quando um dos treinos foi aberto à população local, e muitos jovens, sobretudo das escolas da região, quiseram marcaram presença e ver de perto os atletas lusos.

Joel Pereira, guarda-redes da seleção nacional, considerou que a equipa "foi muito bem recebida em Inowroclaw", falando numa população amigável e pacata".

"Foi pena não termos mais tempo para visitar a cidade, mas receção que nos deram no treino aberto é a prova que fomos muito acarinhados aqui", disse o guarda-redes, agradecendo, em nome do grupo.

Já o avançado Bruma fez um balanço positivo dos dias de estágio em Inowroclaw, considerando que foi uma boa opção a equipa nacional ter sido a que mais cedo chegou ao país, entre aquelas que integram o Grupo B.

"Foi bom para nossa adaptação ao país, acho que ficámos com melhor condição para encarar a competição, e acredito que isso nos vai ajudar", afirmou o jogador.

O selecionador nacional, Rui Jorge, aproveitou este estágio pré-competitivo, para afinar a tática para a competição, no entanto, ainda não ficou claro o 'onze' que está a preparar para o primeiro desafio, uma vez que a maior parte dos treinos aconteceu à porta fechada.

Naqueles em que a comunicação social teve acesso, Rui Jorge aproveitou para fazer várias experiências durante as 'peladinhas', rodando os atletas em diferentes equipas que delineou.

Depois destes dias de tranquilidade em Inowroclaw, a comitiva portuguesa ruma hoje, numa viagem de 40 quilómetros, para Bydgoczsz, uma cidade bem mais cosmopolita e agitada, com mais de 360 mil habitantes, e na qual as rotinas certamente serão diferentes.

Após três dias Bydgoczsz e o jogo com a Sérvia, haverá nova viagem, desta feita de quase 200 quilómetros, até à cidade de Gdynia, no norte da Polónia, onde se realizam os outros dois desafios do Grupo B da competição, frente a Espanha e Macedónia.

Conteúdo publicado por Sportinforma