Europeu sub-21

16-06-2017 12:21

Na Polónia à procura de que à terceira seja de vez

Portugal já esteve duas vezes na final com duas derrotas. Rui Jorge levou 23 à procura de uma conquista histórica.
Seleção sub21
Foto: FPF

Seleção Nacional está na Polónia

Por José Rafael Lopes sapodesporto@sapo.pt

A Polónia está preparada para o arranque do Campeonato da Europa de Sub-21. A prova começa esta sexta-feira e Portugal é um dos países que está representado entre as 12 seleções que garantiram o apuramento. Em Bydgoszcz, Rui Jorge levou 23 atletas para tentar um feito inédito na história do futebol português: Conquistar o título europeu do escalão.

Por duas ocasiões, a seleção portuguesa esteve no derradeiro jogo, mas das duas vezes acabou vergada. Em 1994, a seleção sub-21 de Portugal contava com Rui Costa, Luís Figo e Sá Pinto nos convocados, mas a Itália foi mais forte na final. Um golo de ouro de Orlandini fez a diferença quando o encontro ultrapassou os 90 minutos de um jogo normal.

Há dois anos, nova presença numa final com um grupo com nomes conhecidos. Depois de um percurso quase irrepreensível, Portugal chegava à final perante a Suécia de Lindelof. Como nomes que representam a seleção nacional principal como William Carvalho, João Mário oub Bernardo Silva, Portugal eliminou a favorita Alemanha por 5-0, mas nas grandes penalidades da final com a Suécia acabou derrotado.

Mais dois anos volvidos e Portugal chega, novamente, ao Europeu de sub-21. Rui Jorge está de regresso à competição depois de já ter orientado a equipa nacional na última presença. Desta feita, Portugal surge com um grupo consolidado que mistura a experiência de vários jogadores que já estiveram nesta competição.

Nos 23 eleitos do selecionador sub-21, Bruno Varela, João Cancelo, Tobias Figueiredo, Rúben Neves, Ricardo Horta, Gonçalo Paciência e Iuri Medeiros voltam a integrar as escolhas do selecionador. A estes nomes acrescentam-se os restantes atletas que têm acompanhado a qualificação no grupo de convocados de Rui Jorge. Destaque ainda para Renato Sanches que é o único que chega com estatuto de Campeão Europeu conquistado no Euro2016, em França.

Grupo difícil onde apenas a liderança interessa

O pontapé de saída do Campeonato da Europa é dado esta sexta-feira, mas Portugal apenas entra em campo amanhã. Depois dos embates entre Suécia e Inglaterra (17h00) e Polónia – Eslováquia (19h45), a seleção enfrenta a Sérvia às 17h00 no Estádio Krzyskowiak, em Bydgoszcz. A equipa de Leste é o primeiro oponente numa fase de grupos complicada para a seleção lusa.

Para além da Sérvia onde atua Zivkovic, Portugal vai ter pela frente uma das favoritas à conquistas do troféu que é a Espanha, bem como a Macedónia, uma formação que já não sabe o que é perder há 12 encontros.

Não se prevê, portanto, facilidades para os jovens de Rui Jorge, mas é o pleno de vitórias que se pede, uma vez que apenas o primeiro classificado ganha apuramento direto para as meias-finais. Num sistema de três grupos com quatro seleções cada, os três primeiros classificados asseguram o seu lugar enquanto o melhor segundo lugar dos três grupos é ‘repescado’ para entrar na luta pelo título.

Portugal como já foi mencionado começa contra a Sérvia e tem mais dois duelos marcados para a fase de grupos que dura até dia 24 deste mês. A seleção nacional sub-21 defronta Espanha no dia 20 de junho em Gdynia às 19h45 e fecha esta fase do torneio na mesma cidade quando medir forças com a Macedónia à mesma hora.

A final do torneio está marcada para dia 30 deste mês em Cracóvia. 16 dias dura a competição que vai eleger o sucessor da Suécia como campeão da Europa. No entanto, o título pode até nem mudar de mãos, uma vez que a seleção nórdica está em prova.

Depois de duas presenças na final, Portugal está de volta ao Europeu de Su-21. A Polónia vais ser o palco para vários talentos se mostrarem ao serviço das seleções dos seus países. Em jogo está o título de campeão da Europa. Um galardão que Itália venceu por cinco ocasiões e Espanha por quatro.

Recorde os convocados de Rui Jorge para o Europeu Sub-21:

Guarda-Redes:

Bruno Varela – Vitória de Setúbal

Joel Pereira – Manchester United

Miguel Silva- Vitória de Guimarães


Defesas:

João Cancelo – Valência

Fernando Fonseca – FC Porto

Rebocho – Moreirense

Kevin – Real Sociedad

Tobias Figueiredo – Nacional da Madeira

Edgar Ié – Belenenses

Rúben Semedo – Villarreal


Médios:

Rúben Neves – FC Porto

Francisco Ramos – FC Porto

Renato Sanches – Bayern de Munique

João Carvalho – Vitória de Setúbal

Francisco Geraldes – Sporting

Bruno Fernandes – Sampdoria


Avançados

Iuri Medeiros – Boavista

Daniel Podence - Sporting

Bruma – RB Leipzig

Diogo Jota – FC Porto

Ricardo Horta – SC Braga

Gonçalo Guedes – PSG

Gonçalo Paciência – Rio Ave

Conteúdo publicado por Sportinforma