Euro sub-21

18-06-2017 23:32

Alemanha e Itália vencem na primeira jornada

A Alemanha confirmou o favoritismo perante a República Checa. Já os italianos venceram os dinamarqueses num jogo controlado pela squadra azurra.
Andrea Petagna celebra um golo pela Itália frente à Dinamarca no Euro2017 de sub-21
Foto: JANEK SKARZYNSKI / AFP

Andrea Petagna celebra um golo pela Itália frente à Dinamarca no Euro2017 de sub-21.

Por SAPO Desporto c/Lusa sapodesporto@sapo.pt

A Alemanha e a Itália começaram da melhor forma o caminho no grupo C do Europeu de sub-21, ao vencerem, ambas por 2-0, as seleções da República Checa e da Dinamarca, respetivamente.

A Alemanha confirmou o favoritismo perante a República Checa, com golos de Meyer e Gnabry e ainda com Selke a desperdiçar um pénalti, a cinco minutos do apito final.

Numa primeira parte equilibrada, os alemães demoraram a impor o seu domínio, materializado apenas aos 44 minutos, com o golo de Max Meyer, num remate rasteiro e cruzado, no qual Lukás Zima podia ter feito melhor.

Na segunda parte, os campeões europeus em 2009 carregaram no acelerador e, logo aos 50 minutos, Serge Gnabry, a mais recente contratação do Bayern de Munique, aproveitou um erro do lateral direito Michal Sacek, que não conseguiu dominar uma bola longa, e apareceu na cara do guarda-redes para dilatar a vantagem.

Ainda assim, Zima evitou resultado mais pesado, ao defender a grande penalidade de Davie Selke, um remate forte e colocado, com o guarda-redes a fazer uma grande intervenção.

No outro jogo do grupo, a Itália venceu a Dinamarca por 2-0, com um golaço de Lorenzo Pellegrini e uma finalização precisa de Andrea Petagna.

Os italianos venceram os dinamarqueses naquele que foi um jogo controlado pela squadra azurra, chegando à vantagem à passagem do minuto 54, num pontapé de bicicleta do médio do Sassuolo Lorenzo Pellegrini no coração da grande área, a não dar hipóteses de defesa ao guarda-redes Hojbjerg.

Os dinamarqueses não contam com alguns dos seus principais jogadores, que recusaram o convite da federação para participar no Europeu, e essa ausência fez-se sentir, principalmente no ataque, não tendo conseguido importunar o jovem guardião Donnarumma.

Já ao cair do pano, aos 86 minutos, o avançado Petagna deu o melhor seguimento ao cruzamento perfeito de Federico Chiesa, para fechar a partida.

Conteúdo publicado por Sportinforma