Euro'2017

23-06-2017 21:38

Vitória amarga. Portugal está fora do Euro de sub-21

Portugal vence Macedónia por 4-2 mas não conseguiu superar a Eslováquia a nível de golos.
Portugal vence Macedónia mas não consegue seguir em frente no Euro2017
Foto: AFP

Renato Sanches em ação contra a Macedónia

Por Eduardo Santiago sapodesporto@sapo.pt

A seleção portuguesa de sub-21 venceu esta sexta-feira a Macedónia por 4-2 em jogo a contar para a terceira jornada do Grupo C do Europeu da categoria e despediu-se da competição por um golo. Egdar Ié abriu o marcador aos dois minutos de jogo enquanto que Bruma dilatou a vantagem portuguesa com um grande golo aos 22 minutos, mas antes do intervalo a equipa dos balcãs reduziria por intermédio de Bardhi. No segundo tempo, Portugal voltaria a abanar as redes da baliza contrária por duas vezes, mas um rápido contra-ataque da Macedónia sentenciou o destino de Portugal.

Diante dos já eliminados macedónios, a equipa comandada por Rui Jorge precisava à partida de marcar pelo menos quatro golos para ficar com mais golos marcados do que a Eslováquia, segunda no grupo A. O selecionador nacional apresentou uma equipa de cariz bastante ofensivo com Gonçalo Paciência, Daniel Podence, Bruma e Yuri Medeiros no ataque, e com um meio-campo constituído por Rúben Neves e Renato Sanches.

Com a obrigação de marcar quatro golos para poder sonhar com a presença nas meias-finais, Portugal não poderia ter começado melhor a partida quando aos 2' minutos de jogo um canto cobrado por Iuri Medeiro encontra Edgar Ié para o 1-0. O defesa central do Belenenses surgiu sem marcação no centro da área e de cabeça inaugurou o marcador.

A vencer por 1-0, a equipa de Rui Jorge ganhou confiança e foi para cima do adversário em busca do segundo golo. Aos 18 minutos, Rui Jorge foi obrigado a lançar no jogo Kévin Rodrigues devido à lesão de Pedro Reboucho. Com Bruma em grande destaque no arranque do jogo, a seleção nacional não permitiu grandes investidas à formação dos balcãs. Aos 22' minutos, o extremo formado no Sporting voltou a assinar um grande golo na competição com um remate fulminante para o fundo da baliza de Shishkovski. Estava feito o 2-0 com esperança reforçada.

Com muito tempo para jogar até ao intervalo, Portugal continuou a pressionar em busca de mais golos, mas as oportunidades acabavam por ser desperdiçadas. E contra a corrente do jogo a Macedónia acabaria por empatar a cinco minutos do intervalo numa jogada individual de Bardhi.

No regresso dos balneários para a segunda parte, Rui Jorge não fez alterações e o jogo recomeçou com a toada de pressão sobre a Macedónia.

Aos 55 minutos, o técnico de Portugal lança no jogo o polivalente Ricardo Horta e tira Renato Sanches. Portugal ganha mais dinâmica e aos 57 minutos amplia a sua vantagem através de uma grande jogada entre Iuri Medeiros e Daniel Podence.

A faltar apenas um golo para assegurar uma vantagem sobre a Eslováquia, Portugal tinha tudo para superar a Macedónia, mas o baixo rendimento de Bruma e muitos lances perdidos acabaram por criar alguma ansiedade na equipa de Rui Jorge.

Mais com o coração do que com a cabeça, Portugal atacava muitas vezes sem critério bem definido e deixava muito espaço atrás. A Macedónia aproveitou esse desequilíbrio da equipa portuguesa para reduzir a desvantagem aos 80 minutos numa jogada de contra-ataque finalizada por Markoski.

A precisar de marcar dois golos a dez minutos do apito final, a seleção portuguesa foi perdendo confiança ao ritmo do cronómetro para os noventa. Bruma ainda fez o 4-2 aos 91 minutos, mas acabou por faltar um golo a Portugal para que o objetivo fosse alcançado. Antes do apito final, o árbitro ainda expulsão Diogo Jota com um cartão vermelho direto.

Com este resultado, Portugal está fora do Europeu uma vez que para atingir as meias-finais, a seleção de Rui Jorge precisava de vencer e de marcar pelo menos quatro golos, sendo que apenas podia conceder um, o que não veio a suceder, ao sofrer dois golos dos macedónios.

Curiosamente, Portugal e Suécia, finalistas da última edição do Europeu de sub-21, ficaram pela fase de grupos.

Recorde as principais incidências do jogo

Conteúdo publicado por Sportinforma