Carlos Queiroz

18-11-2009 21:53

"Jogadores merecem o nosso aplauso"

O seleccionador nacional não escondeu o contentamento pela vitória sobre a Bósnia e o consequente apuramento para o Mundial 2010, depois das dificuldades que marcaram a fase de qualificação.

Por Eduardo Santiago, em Zenica sapodesporto@sapo.pt

"As maratonas só acabam no fim, quando o árbitro apita. Queria dar os parabéns aos jogadores, pois eles merecem o nosso aplauso", disse o seleccionador após a partida em Zenica.

O técnico português estendeu ainda os agradecimentos aos adeptos: "Agradeço o apoio das pessoas que sempre acreditaram em nós." E deixou também uma mensagem de união para o futuro. "Nós já ganhámos esta equipa há muito tempo, só quem não vê o que se passa em campo... A equipa teve um grande espírito de união e os jogadores estão de parabéns", frisou.

"É um grande momento e um momento de sucesso é sempre saboroso, mas agora temos o objectivo de preparar bem o Mundial. A próxima etapa passa por criar um alto grau de exigência", acrescentou o técnico português.

Questionado sobre as críticas que acompanharam a selecção na fase de qualificação e se esta exibição foi a resposta que faltava, Carlos Queiroz rebateu as críticas. "O que vimos aqui já esteve em muitos outros campos. Não foi uma surpresa. A equipa tem vindo a jogar com personalidade. O espírito de sacrifício tem sido fantástico e hoje foi o expoente máximo. Aqui, cada um sabe o seu papel e o ‘nós’ é o mais importante", concluiu.